Datagro critica política de preços da gasolina no País

O presidente da Datagro consultoria, Plínio Nastari, criticou nesta terça-feira a política de preços dos combustíveis do governo brasileiro. Durante o 21º Seminário da Organização Internacional do Açúcar (OIA), citou que na semana passada o preço da gasolina no Brasil estava 18,1% abaixo do que deveria. "No Brasil, 18,1% do preço da gasolina está sendo subsidiado e não observamos mudanças na política atual", disse durante o evento na capital inglesa.

Segundo Nastari, a estratégia da equipe econômica de manutenção de preços restringe a demanda pelo etanol. "Se essa política continuar, a competitividade do etanol diante da gasolina fica restrita apenas aos Estados de São Paulo, do Mato Grosso e de Goiás", lamentou, ao afirmar que se não houver uma mudança na política de preços, não será possível aumentar a demanda pelo álcool anidro de maneira mais expressiva no Brasil.

Durante o seminário, Nastari disse que ainda é muito cedo para falar da safra de 2013. "Mas que já há previsões para a demanda", citou, ao apresentar a expectativa de que o mercado precisará de 2,8 bilhões de litros a mais no próximo ano com o aumento do etanol na gasolina e as crescentes compras dos EUA. "Por isso, é muito provável que a lavoura seja mais orientada para o etanol, o que, obviamente, tem impacto no açúcar".

Carregando...