Mercado fechará em 6 h 37 min

Datagro adquire os primeiros créditos de descarbonização do RenovaBio

SÃO PAULO (Reuters) - A Datagro Conferences, unidade de conferências da consultoria Datagro, informou nesta sexta-feira que adquiriu os primeiros créditos de descarbonização (Cbios) negociados no mercado brasileiro no âmbito do RenovaBio, a política de biocombustíveis do país, segundo um comunicado.

A companhia disse que adquiriu 100 Cbios com intermediação da trading Sucden ao valor de 50 reais cada, os quais foram oferecidos pela produtora de etanol Adecoagro, com unidades nos Estados de Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.

Ainda que o valor seja relativamente pequeno, marca os primeiros negócios de um mercado que tem o objetivo de movimentar, por meio de compras pelas distribuidoras de combustíveis, 14,5 milhões de Cbios neste ano, segundo meta revisada pelo governo na semana passada.

Pelas regras do RenovaBio, as distribuidoras de combustíveis devem adquirir Cbios para compensar as emissões relacionadas às vendas de combustíveis fósseis.

Atualmente, cerca de 200 produtores de biocombustíveis no Brasil estão autorizados a emitir Cbios.

Segundo o diretor da Datagro Conferences, Luiz Felipe Nastari, os Cbios serão utilizados para neutralizar as emissões de carbono dos eventos da empresa.

Em nota, o presidente da Sucden no Brasil, Jeremy Austin, disse que o negócio tem um significado importante para a trading e confirma os objetivos do grupo de "participar ativamente do mercado de Cbios".

Os créditos comprados pela Datagro foram escriturados pelo Santander.

Anderson Alvarenga, responsável pela trading de derivativos futuros e commodities da Santander Corretora, disse em nota nesta semana que o banco está pronto para participar de um mercado que já tem 3 milhões de Cbios em estoque.

"Nossa visão do RenovaBio sempre foi de uma atuação integrada e em toda a cadeia. Estamos confiantes com a liquidez do mercado...", disse o executivo.


(Por Roberto Samora)