Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.941,68
    +51,80 (+0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.463,55
    +320,55 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    115,07
    +0,98 (+0,86%)
     
  • OURO

    1.857,30
    +3,40 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    28.824,94
    -155,62 (-0,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    625,79
    -3,71 (-0,59%)
     
  • S&P500

    4.158,24
    +100,40 (+2,47%)
     
  • DOW JONES

    33.212,96
    +575,77 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.585,46
    +20,54 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    20.697,36
    +581,16 (+2,89%)
     
  • NIKKEI

    26.781,68
    +176,84 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.717,50
    +438,25 (+3,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0751
    -0,0429 (-0,84%)
     

Daslu, antiga varejista de luxo, vai a leilão com lance inicial de R$ 1,4 milhão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

 

Antigo casarão da Daslu em São Paulo
Antigo casarão da Daslu em São Paulo

(REUTERS/Paulo Whitaker)

  • Daslu, pioneira de luxo no Brasil, vai a leilão por R$ 1,4 milhão;

  • Lances já podem ser dados no site da organizadora Sodré Santoro;

  • Evento acontece seis anos após empresa decretar falência.

A marca Daslu, pioneira no varejo de luxo no Brasil, irá a leilão com lance mínimo de R$ 1,4 milhão. O evento acontece no dia 11 de maio, pela Sodré Santoro, seis anos após a empresa decretar falência.

Para quitar suas dívidas, a Daslu também coloca à venda suas submarcas. Em 2004, no auge do sucesso, a varejista chegou a atingir faturamento de mais de R$ 400 milhões, segundo levantamento realizado Folha de S. Paulo na época. Cerca de 75% a 80% das pessoas que visitavam a loja não iam embora sem realizar ao menos uma compra.

A Sodré Santoro, organizadora do leilão, foi escolhida pelo juiz responsável pelo caso Daslu e o lance inicial foi fixado com base na avaliação de um perito técnico.

“Essa estimativa do valor funciona com uma avaliação de um imóvel. O perito leva em consideração o valor que essa marca já teve no passado e as variáveis do presente. Inicialmente, o montante estava em R$ 1,2 milhão, mas após um tempo foi atualizado pelo juiz para R$ 1,4 milhão”, explica Sidney Palharini Júnior, advogado da Sodré Santoro, à Forbes.

Os lances já podem ser feitos pelo site da organizadora. Caso não haja nenhum interessado até dia 11 de maio, mais três oportunidades para lances serão abertas. Na segunda tentativa, o preço pode cair pela metade e, na terceira, o lance maior leva a Daslu, independentemente do preço ofertado.

As expectativas, no entanto, são boas. “É uma marca que abriu portas para o Brasil de grifes importadas que não eram vendidas aqui. Eu acho que ela teve um papel muito importante”, aponta à Fobes a leiloeira Mariana Lauro Sodré Santoro Batochio.

Ascenção e queda

A Daslu foi criada na década de 1960 por Lucia Piva de Albuquerque e Lourdes Aranha, mas foi a partir dos anos 1990 que ganhou os holofotes, sob o comando de Eliana Tranchesi, filha de Lucia. A empresa era conhecida por vender produtos de grife internacional, ainda de difícil acesso aos consumidores brasileiros.

No entanto, em 2005, Tranchesi foi presa por sonegação fiscal e por importação ilegal de produtos. A partir daí, a Daslu sofreu um esvaziamento de caixa e crise de reputação, chegando a ultrapassar R$ 80 milhões em dívidas e entrar em recuperação judicial.

Em 2010, encerrou as atividades e foi vendida, um ano mais tarde, para o fundo Laep, de Marcos Elias, empresário que já foi dono da Parmalat no Brasil. Mesmo após ser transformada em uma rede de lojas multimarcas, encontrada em alguns shoppings, a Daslu continuava a acumular dívidas e chegou a ser despejada, em 2016, do Shopping JK por não pagar o aluguel.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos