Mercado abrirá em 7 h 36 min

Estética dark academia é a prova de que os jovens amam o antigo

Marcela De Mingo
·3 minutos de leitura
O filme 'Sociedade dos Poetas Mortos' é uma das muitas referências usadas para ditar o visual dark academia (Foto: Divulgação)
O filme 'Sociedade dos Poetas Mortos' é uma das muitas referências usadas para ditar o visual dark academia (Foto: Divulgação)

Falar sobre escola, faculdade ou estudos parece sem sentido nos dias de hoje, quando o mundo ainda tenta entender como conviver com um vírus sem vacina. Porém, nos lugares mais escuros da internet surge uma nova tendência que não só fala como celebra justamente isso: o mundo acadêmico. Chamada Dark Academia, a tendência do momento em redes como o Instagram e o TikTok é resgatar o gosto pela leitura, a escrita e o aprendizado como um todo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

A trend, aliás, pode parecer desconhecida, mas saiba: ela já tem tamanho para ser notada sem dificuldades. No Instagram, por exemplo, já existem mais de 250 mil postagens usando a hashtag #DarkAcademia e, no TikTok, os vídeos com essa estética já somam mais de 145 milhões de visualizações.

Afinal, o que é Dark Academia?

A ideia surgiu entre os jovens de 14 e 25 anos bem antes da pandemia de coronavírus, mas ganhou relevância e cresceu muito no momento em que as escolas e as universidades no mundo todo se viram fechadas na vida real - e muita gente precisou levar o estudo para dentro de casa ou viu as aulas suspensas indefinidamente.

Leia também

Se você não faz ideia de como essa estética funciona… Calma. Você já deve ter visto imagens dela por aí. Pense em uma combinação de look retrô com um visual gótico e mood outonal. Cores sóbrias, roupas de brechó, estampas xadrez, cardigãs quentinhos e aconchegantes e sapatos mocassim. Pense também na estética dos filmes Harry Potter, com os tons de marrom, roupas pesadas de inverno, pergaminhos e bibliotecas gigantescas. Ou ainda no filme 'Sociedade dos Poetas Mortos’ - uma referência e tanto para looks na estética dark academia.

Combine a isso um gosto pelo offline, por mais que o visual esteja dominando o online: discos de vinil, livros físicos (ao invés de e-books), xícaras de chá, diários escritos à mão, correspondência via cartas, fotos feitas com câmeras analógicas e tudo o que possa lembrar como as pessoas viviam nas escolas britânicas na virada do século passado.

Some a tudo isso também em um guarda-roupa andrógino, que mistura peças masculinas e femininas, todas com ares vintage, mas elegantes. Pense em Diane Keaton no clássico filme Annie Hall, de Woody Allen. Aliás, a estética é super compatível com um interesse do movimento dark academia pelo universo LGBTQIA+, tanto por admirar escritores e ícones de época que faziam parte dessa comunidade, como por desafiar normas de gênero ou de sexualidade.

Muitos atribuem o começo desse movimento ao Tumblr, uma rede social polêmica por si só, mas é sabido também do interesse dos jovens, principalmente da geração Z, pelos vídeos de estudos e a estética perfeita dos letterings, das colagens e dos diários feitos à mão - uma busca pelo bem-estar, tão necessária para essa que é a geração mais complexa, emocionalmente falando, de que se tem conhecimento.

Pouco se sabe dizer até onde o movimento dark academia vai chegar, no entanto, é interessante observar que, quando se fala tanto que os jovens perderam o gosto pelo conhecimento, pela leitura, e até pelos clássicos da literatura, chegue uma tendência que vai justamente na contramão disso tudo e mostre, mais de uma vez, como todo jovem tem uma queda pelo nostálgico.