Mercado abrirá em 9 h 32 min

Daly, do Fed, diz preferir exagerar nas altas de juros a não fazer o bastante

Fachada do Federal Reserve, em Washington

Por Ann Saphir

(Reuters) - A presidente do Federal Reserve de San Francisco, Mary Daly, disse nesta quinta-feira sentir que é hora de diminuir o ritmo dos aumentos de juros do banco central dos Estados Unidos, mas que preferiria errar no lado de elevar a taxa básica um pouco demais a errar por não subi-la o suficiente.

O Fed não deve, afirmou ela, repetir os erros da década de 1970 ao interromper o aperto da política monetária muito cedo e permitir que expectativas de inflação mais altas sejam incorporadas à economia.

Dados publicados nesta quinta-feira que mostraram uma desaceleração na inflação ao consumidor são "boas notícias", mas "um mês não é uma vitória", disse ela. Daly acrescentou que o Fed será "resoluto" em conter o salto dos preços para a meta de 2% do banco central.

Ainda assim, afirmou ela, é importante estar "consciente" e "pensativo" sobre o incrementos dos custos dos empréstimos, de modo a reduzir a chance de pressionar a economia norte-americana desnecessariamente para uma recessão profunda.