Mercado abrirá em 9 h 11 min
  • BOVESPA

    117.560,83
    +362,83 (+0,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.326,68
    +480,88 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,40
    -0,05 (-0,06%)
     
  • OURO

    1.718,40
    -2,40 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    20.015,98
    -350,79 (-1,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    455,35
    -7,77 (-1,68%)
     
  • S&P500

    3.744,52
    -38,76 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    29.926,94
    -346,93 (-1,15%)
     
  • FTSE

    6.997,27
    -55,35 (-0,78%)
     
  • HANG SENG

    17.807,77
    -204,38 (-1,13%)
     
  • NIKKEI

    27.149,76
    -161,54 (-0,59%)
     
  • NASDAQ

    11.523,50
    -18,25 (-0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1020
    -0,0115 (-0,22%)
     

DALL-E agora edita rostos, roupas e cenários de fotos que já existem

A OpenAI lançou uma atualização para o seu programa de arte DALL-E para possibilitar a edição de rostos humanos. O recurso havia sido retirado da versão de lançamento com medo do uso indevido pelas pessoas, mas os desenvolvedores resolveram dar um voto de confiança após ajustes nos filtros de imagem.

A ferramenta permitirá o ajuste em imagens de formas diferentes e criativas. Você poderá usar uma fotografia sua para gerar variações com novas aparências ou acessórios, podendo modificar a roupa, o penteado e o cenário atrás. Confira alguns exemplos:

Os ajustes feitos no software tem como objetivo evitar o uso da inteligência artificial para criar deepfakes. Segundo a Open AI, os filtros devem barrar a realização de fotomontagens que prejudiquem pessoas, embora não esteja claro como isso funcionará na prática.

Combate à deepfakes e usos indevidos

O temor da fabricante se justifica, porque outras soluções similares, como o Stable Diffusion, já estão sendo usadas para criar imagens falsas de celebridades relacionada à pornografia ou situações impróprias. Embora deixar sem restrições permitiria uma evolução mais rápida da IA, a "liberação geral" poderia trazer consequências sociais e até jurídicas graves.

Os materiais mais pornográficos devem ser simples de bloquear com o filtro de termos inapropriados. O difícil mesmo vai ser evitar a criação de cenários inexistentes para inserir celebridades em locais que nunca estiveram.

Uma das travas de segurança impostas é a impossibilidade de subir imagens de pessoas famosas sem o consentimento prévio. É claro que isso pode ser facilmente descumprido, já que o algoritmo é incapaz de diferenciar "famosos" de anônimos, mas é algo que pode ser ajustado com o tempo.

Possivelmente essa nova possibilidade do DALL-E deve gerar muitas brincadeiras e memes na web, mas o propósito pode ser bem mais profundo. Quem trabalha na indústria criativa, como fotógrafos ou cineastas, poderão criar personagens únicos inspirados em pessoas reais. Cabeleireiros e maquiadores poderão experimentar como suas clientes ficarão antes de fazer um corte.

DALL-E em alta no mercado

O DALL-E tem feito muito sucesso devido as inúmeras possibilidades de criações. Recentemente, o programa recebeu um recurso que recria quadros clássicos com "partes não visíveis" no original. Muita gente fez o uso para repensar como seria o entorno de quadros clássicos, como a Monalisa.

O programa também foi usado para produzir uma página inteira de um gibi clássico do Batman usando o roteiro original. O resultado impressionou pela semelhança entre a banda desenhada e o resultado apresentado pela inteligência artificial.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: