Mercado abrirá em 8 h 54 min
  • BOVESPA

    101.016,96
    -242,79 (-0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.245,86
    -461,86 (-1,19%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,73
    +0,17 (+0,44%)
     
  • OURO

    1.911,80
    +6,10 (+0,32%)
     
  • BTC-USD

    13.088,35
    -20,44 (-0,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,81
    -2,61 (-0,99%)
     
  • S&P500

    3.400,97
    -64,42 (-1,86%)
     
  • DOW JONES

    27.685,38
    -650,19 (-2,29%)
     
  • FTSE

    5.792,01
    -68,27 (-1,16%)
     
  • HANG SENG

    24.693,43
    -225,35 (-0,90%)
     
  • NIKKEI

    23.428,70
    -65,64 (-0,28%)
     
  • NASDAQ

    11.498,00
    +5,75 (+0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6462
    +0,0057 (+0,09%)
     

Daimler vai cortar custos fixos e focar Mercedes em utilitários e limousines

Por Edward Taylor
·1 minuto de leitura
.
.

Por Edward Taylor

FRANKFURT (Reuters) - A Daimler vai cortar custos fixos, investimento e despesas com pesquisa e desenvolvimento na Mercedes-Benz em mais de 20% até 2025 como parte de estratégia de reestruturação da marca.

O plano prevê que a Mercedes-Benz, hoje a maior montadora de veículos de luxo do mundo, vai virar as costas para volume de vendas e focar em dois dos segmentos mais lucrativos da indústria: utilitários esportivos e limousines.

O presidente-executivo, Ola Kaellenius, disse a investidores que os carros compactos classes A e B ajudaram a rejuvenescer a marca, mas isso não será prioridade da Daimler no futuro.

"Isto não é onde o impulso mais forte deve estar, não devemos ser um competidor de fabricantes em volume", disse Kaellenius nesta terça-feira. "O segmento premium de luxo geralmente tem crescimento acima da média."

Em vez de buscar volume de vendas por si só, a Mercedes-Benz vai mirar para dobrar as vendas dos carros da marca Maybach, vendidos a 150 mil euros ou mais, e elevar as vendas dos segmentos AMG e G, incluindo suas variantes elétricas.

Os cortes de custos e medidas de eficiência incluem a eliminação de caixas manuais de câmbio e redução de 70% na variedade de motores a combustão até 2030. Cerca de 5 mil funcionários aceitaram pacotes de demissão voluntária ou aposentadoria antecipada, informou a empresa.

A Daimler também pretende lançar um novo sistema operacional de veículos, conhecido como MB.OS, até 2024 e utilizar o recurso de oferta de download de atualizações dos carros para gerar lucro operacional de 1 bilhão de euros até 2025, com a venda de serviços digitais, incluindo estacionamento e recarregamento.

(Por Edward Taylor)