Dado nos EUA ajuda e Bovespa sobe 1,76% na semana

Apesar de dados mistos nos Estados Unidos, o investidor parece ter preferido dar mais atenção aos números positivos sobre o mercado de trabalho norte-americano e, com isso, a Bovespa conseguiu encerrar a sexta-feira no azul e garantir ganho na primeira semana do mês. A alta de papéis importantes do Ibovespa, como Petrobras, Vale, siderúrgicas e bancos, contribuíram para o movimento.

Além disso, um operador lembrou que, na próxima quarta-feira, tem vencimento de índice futuro, o que também influenciou os negócios do dia, já que alguns investidores devem tentar puxar o índice para os 60 mil pontos, mesmo patamar do vencimento anterior, de outubro. "Eu não duvido que possa haver uma puxada para o índice chegar nos 60 mil por conta do vencimento. Mas eu também não descarto uma realização na segunda-feira, já que são os fatores externos que continuam ditando o ritmo dos negócios", disse o profissional que preferiu anonimato.

O Ibovespa encerrou com valorização de 1,44%, aos 58.487,32 pontos. Com isso, a Bolsa garantiu ganho de 1,76% na semana e no mês. No ano, a alta foi ampliada para 3,05%. Na mínima, o índice atingiu 57.636 pontos (-0,04%) e, na máxima, 58.594 pontos (+1,63%). O giro financeiro ficou em R$ 5,577 bilhões. Os dados são preliminares.

Petrobras e Vale fizeram bonito hoje. O papel ON da petroleira registrou valorização de 2,15% e o PN avançou 2,03%, na contramão do petróleo no mercado internacional.

Vale, assim como as siderúrgicas, acompanhou as commodities no exterior. A ação ON subiu 1,16% e a PNA ganhou 0,90%. Entre as siderúrgicas: Gerdau PN (+2,91%), Gerdau Metalúrgica PN (+2,29%), CSN ON (+2,10%). Já Usiminas ON (+5,26%) e Usiminas PNA (+4,54%) figuraram entre os destaques de alta do Ibovespa.

Bancos também tiveram performance positiva, mas no final desaceleraram os ganhos. Bradesco PN subiu apenas 0,06%, Itaú Unibanco PN, +0,18%, Banco do Brasil ON, +2,15%, e Santander units, +0,62%.

As construtoras voltaram a ter desempenho favorável, embaladas pela expectativa de que o governo possa anunciar a ampliação do teto do FGTS para financiamento à habitação. Gafisa ON subiu 6,55% e liderou os ganhos do principal índice da Bolsa. PDG ON (+4,42%) também foi destaque.

Em Nova York, às 17h49 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,45% e o S&P 500 ganhava 0,16%. Já o Nasdaq cedia 0,38%.

Carregando...