Mercado abrirá em 4 h 28 min
  • BOVESPA

    129.264,96
    +859,61 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.315,69
    -3,88 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,26
    -0,40 (-0,54%)
     
  • OURO

    1.776,80
    -6,10 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    32.151,64
    -1.025,14 (-3,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    767,51
    -82,84 (-9,74%)
     
  • S&P500

    4.224,79
    +58,34 (+1,40%)
     
  • DOW JONES

    33.876,97
    +586,89 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.076,18
    +13,89 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    28.309,76
    -179,24 (-0,63%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.087,50
    -42,50 (-0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9719
    -0,0034 (-0,06%)
     

Dá para alugar imóvel mesmo com nome sujo; veja alternativas

·1 minuto de leitura
Young Asian couple receiving new apartment or room key from realtor or real estate sales agent after finish a rental or buying contract.
Uma das alternativas para possivelmente fechar um contrato de locação nessa situação é conseguir um fiador
  • Alugar imóvel com o nome sujo mais difícil, mas não impossível

  • Uma das opções é pedir para um terceiro fazer a locação

  • A caução e o uso de fiador também podem ser alternativas

Financiar uma casa, comprar um carro ou até mesmo alugar uma casa é algo mais difícil para quem tem o nome sujo, já que um dos requisitos para esses tipos de contrato é não ter restrição no CPF. Mas pelo menos em relação ao aluguel há outras alternativas viáveis. As informações são do Jornal Contábil.

Leia também:

Uma das formas de alugar um imóvel nesse tipo de situação é conseguir um fiador, que deverá arcar com a dívida. Essa pessoa precisa ter uma renda segura, uma ou mais propriedades em situação regular e até outros bens.

Também é possível pedir a um terceiro que faça a locação no nome dele, mesmo que não more no local. É como pedir um favor a alguém, mas com muito mais responsabilidades, já que quem aluga é que é responsável pelo pagamento mensal. Ou seja, caso essa despesa não seja paga, o prejudicado é o verdadeiro locatário, aquele que assinou os papéis. 

Outra alternativa é a caução. Nessa modalidade, o locatário paga de uma vez o valor correspondente a três aluguéis assim que o contrato é fechado. 

Assim, caso a mensalidade não seja paga, ela é descontada do valor pago inicialmente. Caso o dinheiro não seja usado, é devolvido integralmente ao final do contrato.

Ressalvas

Entretanto, cada empresa tem suas regras e algumas podem não aceitar as modalidades acima. Por isso, é importante conversar sobre todas as alternativas com a empresa para não se frustrar. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos