Mercado abrirá em 1 h 48 min

Exterior, Orçamento e disseminação da Covid impulsionam dólar ante real

Luana Maria Benedito
·3 minuto de leitura
Dólar tem pouca alteração contra real de olho em exterior e Orçamento

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar era negociado em alta contra o real na manhã desta sexta-feira, com o índice da moeda norte-americana no exterior rondando uma máxima recente, enquanto os investidores domésticos digeriam a aprovação do Orçamento de 2021 pelo Congresso Nacional e acompanhavam a disseminação da Covid-19.

Às 10:33, o dólar avançava 0,38%, a 5,6911 reais na venda, enquanto o contrato mais negociado de dólar futuro tinha alta de 0,88%, a 5,696 reais.

Mauriciano Cavalcante, diretor de câmbio da Ourominas, atribuía parte desse comportamento à força global da moeda norte-americana. O índice do dólar contra uma cesta das principais moedas rondava uma máxima desde novembro nesta manhã, impulsionado pela esperança com dados econômicos melhores nos Estados Unidos e a disponibilidade de vacinas contra o coronavírus no país.

O presidente norte-americano, Joe Biden, dobrou na quinta-feira a meta para a imunização contra a Covid-19 nos EUA, a 200 milhões de doses de vacinas em cem dias.

Já no Brasil, o Congresso Nacional aprovou na quinta-feira a proposta de Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021. De autoria do relator Marcio Bittar (MDB-AC), o texto aprovado traz um remanejamento de recursos de mais de 25 bilhões de reais, boa parte destinada a emendas parlamentares..

A proposta retirou recursos de áreas como a Previdência e do abono salarial. O relator afirmou, no entanto, que boa parte do corte nas despesas previdenciárias serão compensados pelos efeitos da reforma da Previdência e pela MP antifraude nos benefícios.

O texto tem "diversas mudanças que beneficiaram as demandas de congressistas e ministros, com cortes estranhíssimos de despesas obrigatórias", opinou em nota Jason Vieira, economista-chefe da Infinity Asset.

"A equipe econômica, como de praxe neste governo, foi mais uma vez vencida pelo grupamento político e agora resta o cuidado de se evitar que o Orçamento possa ser utilizado como arma contra o governo, dadas as possíveis 'pedaladas' e contabilidades criativas nele inseridas."

O orçamento de 2021 vai agora para sanção presidencial.

Enquanto isso, "a situação do coronavírus no Brasil está preocupante", disse à Reuters Cavalcante, da Ourominas. "O avanço da doença é rapido e devastador. Caso a vacinação no país não acelere, o cenário pode piorar."

O Brasil superou na quinta-feira o patamar de 100 mil infecções em um único dia pela primeira vez desde o início da pandemia, segundo dados do Ministério da Saúde. Com isso, o total de contaminados pelo coronavírus no país saltou para 12.320.169, segunda maior contagem global, atrás somente dos Estados Unidos.

O ministério também reportou na véspera 2.777 novos óbitos em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença no Brasil a 303.462.

"Agora é um momento de cautela, momento de proteção de capital dos investidores", disse Cavalcante.

A moeda norte-americana caminhava para alta semanal de cerca de 3,85%.

Neste pregão, o Banco Central fará leilão de swap tradicional para rolagem de até 16 mil contratos com vencimento em dezembro de 2021 e abril de 2022.