Dólar tem forte alta ante iene, mas recua diante do euro

O dólar atingiu o nível mais alto em dois anos e meio frente ao iene, depois de o jornal Nikkei informar que o Banco do Japão (BoJ) se prepara para anunciar novas medidas de relaxamento monetário na próxima semana e estuda adotar um programa "ilimitado" de compras de ativos, até que a inflação suba para 2%.

Segundo o Nikkei, caso o BoJ confirme a expectativa de aumentar seu programa de compras de ativos em 10 trilhões de ienes, será a primeira vez em mais de nove anos que o banco central japonês adota medidas de expansão monetária em duas reuniões consecutivas. A nova atitude do BoJ está sendo interpretada como uma vitória para o novo primeiro-ministro, Shinzo Abe, que havia prometido medidas agressivas de estímulo à economia.

"Todo esse rali do dólar se construiu sobre a expectativa de que as políticas de Abe sejam agressivas e eficazes. A alta de hoje mostra que essa noção continua intacta", comentou o estrategista Robert Lynch, do HSBC. O dólar chegou a subir a 90,15 ienes, superando a marca dos 90 ienes pela primeira vez desde junho de 2010. Desde setembro de 2012, o dólar acumula uma alta de 16% frente ao iene.

O euro, por sua vez, reverteu dois dias consecutivos de quedas e subiu frente ao dólar, em reação a bem-sucedidos leilões de bônus da Espanha, da Irlanda e da França. "Os investidores parecem estar recompondo posições de curto prazo em euro, em reação aos leilões decentes de hoje, além de estarem buscando taxas de retorno melhores", disse Paul Robson, do Royal Bank of Scotland.

No fim da tarde desta quinta-feira em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,3378, de US$ 1,3289 na véspera; o iene estava cotado a 89,83 por dólar, de 88,36 por dólar na quarta-feira. As informações são da Dow Jones.

Carregando...