Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,06
    +1,08 (+1,46%)
     
  • OURO

    1.754,30
    +2,60 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    43.815,99
    +1.271,07 (+2,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.094,00
    -9,06 (-0,82%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,84 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.321,06
    +72,25 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    15.370,00
    +51,25 (+0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2547
    -0,0009 (-0,01%)
     

Dólar fecha em alta de 0,53%, a R$5,2163

·1 minuto de leitura
Notas de cem dólares são contadas em um banco em Westminster, Colorado, EUA

SÃO PAULO (Reuters) - O alívio pós-Copom durou pouco, e o dólar fechou em alta nesta quinta-feira, acima dos 5,20 reais, puxado por forte estresse no mercado de juros futuros em decorrência da escalada de tensões fiscais e políticas no país.

O dólar à vista subiu 0,53%, a 5,2163 reais na venda. O real saiu do melhor desempenho global entre as principais moedas na sessão para figurar entre os piores.

O dólar começou o dia em queda e por volta de 10h40 bateu a mínima do dia (5,1108 reais, baixa de 1,51%). A moeda ficou em torno desse patamar até perto de 11h30, quando as compras aceleraram e puxaram a moeda para cima.

A cotação ampliou de forma paulatina os ganhos ao longo de toda a tarde e bateu uma máxima de 5,227 reais (+0,73%) em torno de 15h40.

(Por José de Castro)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos