Mercado fechará em 2 h 20 min
  • BOVESPA

    110.266,68
    +1.778,80 (+1,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.756,55
    +238,25 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,91
    -0,37 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.848,00
    +5,90 (+0,32%)
     
  • BTC-USD

    30.134,67
    +121,18 (+0,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    676,55
    +1,67 (+0,25%)
     
  • S&P500

    3.962,56
    +61,20 (+1,57%)
     
  • DOW JONES

    31.854,32
    +592,42 (+1,90%)
     
  • FTSE

    7.513,44
    +123,46 (+1,67%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    11.953,50
    +112,75 (+0,95%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1320
    -0,0208 (-0,40%)
     

Dólar sobe em dia de decisões de política monetária no Brasil e nos EUA

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Dólar sobe em dia de decisões de política monetária no Brasil e nos EUA
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.01.2019 - Still de mão segurando cédulas de dólar. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O dólar tinha alta frente ao real logo após a abertura da sessão, com os investidores deixando de fazer grandes apostas em "super" quarta-feira (4) de decisões de política monetária tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos.

Às 9:h04 (de Brasília), o dólar à vista avançava 0,30%, a R$ 4,9796 na venda.

Na B3, às 9h04 (de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento subia 0,40%, a R$ 5,0230 .

O dólar spot fechou a última sessão em queda de 2,10%, a R$ 4,9645 na venda, sua maior depreciação diária desde 30 de dezembro do ano passado (-2,12%).

Por aqui, a expectativa majoritária no mercado aponta para um aumento de 1 ponto percentual na taxa Selic ao final do encontro do Copom (Comitê de Política Monetária) do BC, para 12,75% ao ano.

Nos Estados Unidos, os agentes de mercado apostam em uma alta de 0,50 ponto percentual a ser promovida pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), levando a taxa básica de juros norte-americana para 1% ao ano.

Na véspera, o dólar fechou em forte queda de 2,1% frente ao real, cotado a R$ 4,964, após o BC realizar um leilão de venda de dólares no mercado futuro no montante de R$ 1 bilhão.

Apesar da medida do BC, analistas entendem que o processo de valorização do dólar tende a seguir ganhando força, em um cenário de aumento dos juros nos Estados Unidos.

"Acreditamos que a ação do BC será de eficácia limitada para conter a desvalorização do real, uma vez que se trata mais de uma tendência global de valorização do dólar", avaliam os analistas da XP, em relatório.

Já o índice acionário Ibovespa da Bolsa de Valores operou próximo da estabilidade ao longo de praticamente todo o pregão passado, para fechar em leve queda de 0,1%, aos 106.528 pontos.

No exterior, os principais índices acionários americanos terminaram o dia anterior com ganhos modestos. O S&P 500 avançou 0,48% e o Dow Jones subiu 0,20%, enquanto o Nasdaq teve valorização de 0,28%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos