Dólar recua antes de eleições nos Estados Unidos

Os mercados cambiais operam em faixas estreitas nesta terça-feira, à medida que os participantes do mercado evitam fazer grandes apostas antes dos resultados das eleições presidenciais nos Estados Unidos. Com o início de votação em andamento, o dólar se enfraqueceu em relação às moedas ligadas a commodities, com os dólares da Austrália, Nova Zelândia e do Canadá, na sessão europeia, enquanto ganhou força em relação à libra e ao iene, mas os movimentos de mercado são pequenos.

O euro, por sua vez, oscilou ante o dólar, atingindo uma máxima intradia de US$ 1,2816 após a Grécia conseguiu vender 1,3 bilhão de euros (US$ 1,66 bilhão) em títulos de 26 semanas, mas perdeu força devido ao relatório sobre as encomendas à indústria da Alemanha que recuaram em setembro.

Tendo em vista que as primeiras sondagens das eleições presidenciais norte-americanas não são esperadas até o início da negociação na Ásia, os volumes de negociação apertados deverão continuar na sessão dos EUA. Quando os resultados finais foram anunciados, o iene, em particular, poderá registrar alguma volatilidade, disse um trader de um grande banco britânico, observando que os investidores fizeram muitas apostas consideravelmente negativas nas últimas semanas sobre a moeda em relação ao dólar. "Uma vitória de Obama poderia provocar um forte retiradas dessas posições", acrescentou.

Além de eleições, a Grécia permanece no centro das atenções antes da votação parlamentar de novas medidas de austeridade na quarta-feira (07). Uma greve geral de dois dias começou hoje no país e provavelmente irá paralisar a capital Atenas.

O dólar da Austrália conseguiu manter largamente os ganhos registrados durante a sessão asiática depois que o Banco Central da Austrália (RBA, em inglês) manteve as taxas de juros inalteradas em 3,25%. Às 9h55 (pelo horário de Brasília), o dólar australiano era negociado em US$ 1,0439, de US$ 1,0364 no fim da segunda-feira (05) em Nova York.

A libra ficou sob pressão ante o dólar em razão de dados da produção industrial do Reino Unido abaixo do esperado em setembro. Nos mercados emergentes, a lira da Turquia ampliou a alta ante o dólar um dia depois de o país receber seu primeiro rating de grau de investimento em quase duas décadas.

Às 11h (pelo horário de Brasília), o euro era negociado em US$ 1,2797, de US$ 1,2795 no fim da segunda-feira (05) em Nova York. O dólar operava em 80,17 ienes, de 83,30 ienes. A libra estava em US$ 1,5982, de US$ 1,5977 ontem. As informações são da Dow Jones.

Carregando...