Mercado fechado

Dólar oscila perto da estabilidade enquanto mercado aguarda formalização da PEC

Pessoa segura notas de dólar

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar oscilava entre leves quedas e altas frente ao real nesta terça-feira, acompanhando o movimento da divisa no exterior, enquanto investidores aguardam a possível formalização da PEC da Transição nesta semana.

Às 10:15 (de Brasília), o dólar à vista avançava 0,12%, a 5,3180 reais na venda.

Na B3, às 10:15 (de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento caía 0,05%, a 5,3295 reais.

"Além de (o mercado) acompanhar o desempenho visto no exterior, as indicações de que o Congresso vai impor limites à PEC ajudam o humor internamente", avaliou Jefferson Rugik, presidente-executivo da Correparti Corretora.

Na véspera, o dólar fechou em queda de 1,18%, a 5,3115 reais na venda, com investidores reagindo positivamente a falas mais conciliadoras de Luiz Inácio Lula da Silva sobre a postura fiscal do Brasil e se atendo a esperanças de que a PEC da Transição seja desidratada durante tramitação no Congresso.

Integrantes da equipe de transição e encarregados da negociação com o Congresso estimam estar próximos de fechar um texto de consenso para a PEC, que já poderia, inclusive, iniciar sua tramitação ainda nesta semana, possivelmente na quarta-feira.

Os mercados também aguardam a definição de ministros pelo presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, que voltou ao Brasil no domingo, após aproveitar os holofotes de uma viagem internacional.

"Com foco total na PEC de Transição e sinais mais recentes menos preocupantes em termos da duração da excepcionalidade dos gastos sociais fora do teto de gastos, investidores seguem operando o curto prazo em busca de uma leitura menos nebulosa no que tange à trajetória da dívida pública", disse a Commcor DTVM em nota.

No exterior, o índice do dólar, que compara a moeda norte-americana a uma cesta de seis pares fortes, recuava cerca de 0,4%, diante dos temores pela possibilidade de mais lockdows na China.

Pequim fechou parques, shoppings e museus nesta terça-feira, enquanto mais cidades chinesas retomaram os testes em massa para Covid-19, em meio a um aumento de casos que aprofundou a preocupação com a economia e diminuiu as esperanças de uma reabertura rápida.

Os investidores também aguardam a ata da última reunião do Federal Reserve, a ser divulgada na quarta-feira, em busca de pistas sobre os planos de aumentos de juros do banco central norte-americano.

(Por Camila Moreira)