Mercado abrirá em 9 h 23 min
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,97
    +0,09 (+0,13%)
     
  • OURO

    1.862,70
    -3,20 (-0,17%)
     
  • BTC-USD

    40.484,98
    +1.652,61 (+4,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.010,96
    +42,12 (+4,35%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.146,68
    +12,62 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    28.563,85
    -278,28 (-0,96%)
     
  • NIKKEI

    29.375,94
    +214,14 (+0,73%)
     
  • NASDAQ

    14.141,75
    +17,00 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1458
    +0,0143 (+0,23%)
     

Dólar fecha semana em forte queda com IBOV em alta; Bitcoin se rende à altseason

·2 minuto de leitura

O dólar encerrou a semana em sua menor cotação desde janeiro deste ano.

Tanto a moeda norte-americana quanto o Ibovespa foram impactados pela decisão do Copom de aumentar os juros da taxa Selic. Enquanto isso, o Bitcoin (BTC) teve uma semana de coadjuvante em meio à grande alta de diversas altcoins.

Dólar em menor valor desde janeiro

O dólar teve mais uma semana de queda, fechando o período com uma desvalorização de 3,70%. A moeda encerrou o pregão dessa sexta-feira (7) sendo cotada a R$ 5,22, menor valor desde janeiro deste ano.

O fator que mais contribuiu para o fortalecimento do real frente a moeda norte-americana foi a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de elevar a taxa Selic mais uma vez na quarta-feira (5).

Agora, a taxa de juros de referência está em 3,5% ao ano, o que parece ter animado os investidores internacionais. Somente no dia seguinte ao anúncio da nova taxa, a moeda chegou a desvalorizar 1,62%.

Ibovespa retoma alta rumo ao topo histórico

O Ibovespa fechou em alta de 1,49% no último pregão da semana, a 121.710 pontos. Mesmo com uma semana turbulenta devido aos depoimentos de ex-ministros na CPI da pandemia no Senado, a bolsa brasileira conseguiu fechar o período com uma valorização de 2,37%.

O melhor desempenho aconteceu na quinta-feira, com uma alta de 1,57%. Foi a melhor variação positiva do índice desde o início de abril.

A decisão do Copom também foi o grande fator que contribuiu para o crescimento do IBOV. A elevação da taxa Selic conseguiu deixar a pontuação do índice próxima do seu recorde histórico, de 122.385 pontos.

Bitcoin em semana discreta em meio a altseason

O Bitcoin iniciou bem a primeira semana de maio, conseguindo se manter acima dos US$ 57.500 e valorizando quase 8%, segundo dados do Coingecko. Entretanto, o desempenho da criptomoeda foi “discreto” em relação a outras criptomoedas.

Altcoins como Ethereum (ETH), Cardano (ADA) e Dogecoin (DOGE), conseguiram alcançar novas máximas históricas durante o período, subindo todas mais de 25% na semana.

O movimento levou a forte queda da dominância do BTC em relação ao mercado de criptomoedas. Atualmente, o índice está em 45%, menor valor desde julho de 2018. Com isso, o fenômeno popularmente chamado de altseason acontece, com outras criptomoedas tendo maior protagonismo no mercado.

O artigo Dólar fecha semana em forte queda com IBOV em alta; Bitcoin se rende à altseason foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.