Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.564,44
    +1.852,44 (+1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.399,80
    +71,60 (+0,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,03
    -0,60 (-0,91%)
     
  • OURO

    1.784,80
    +0,50 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    57.450,78
    +3.514,13 (+6,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.478,05
    +72,74 (+5,18%)
     
  • S&P500

    4.167,59
    +2,93 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    34.230,34
    +97,31 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.039,30
    +116,13 (+1,68%)
     
  • HANG SENG

    28.417,98
    -139,16 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.812,63
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    13.499,50
    +8,50 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4293
    +0,0024 (+0,04%)
     

Dólar fecha em alta de 1,80%, a R$5,6748

·1 minuto de leitura
Notas de dólares e reais retratadas em casa de câmbio no Rio de Janeiro

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar teve forte alta nesta sexta-feira, superando 5,68 reais no pior momento do dia e oscilando mais de 11 centavos de real na sessão, com investidores temerosos sobre o rumo da política fiscal caso o Orçamento seja sancionado sem vetos.

Operadores comentaram sobre notícias de que pareceres da Câmara e do Senado recomendariam a sanção sem vetos da peça orçamentária e que, entre as opções para recompor as despesas obrigatórias, poder-se-ia recorrer a projeto de lei ou decreto.

O dólar spot subiu 1,80%, a 5,6748 reais.

A moeda variou de 5,5700 reais (-0,08%) a 5,6853 reais (+1,99%)

O real teve o pior desempenho global na sessão.

Na semana, o dólar ainda acumulou queda de 0,69%. A cotação sobe 0,79% em abril, elevando os ganhos no ano para 9,31%.

Em 2021, a moeda brasileira tem o terceiro pior desempenho global, com peso argentino e lira turca nas duas primeiras posições.

(Por José de Castro)