Mercado fechará em 6 h 50 min
  • BOVESPA

    125.675,33
    0,00 (0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.634,60
    +290,49 (+0,57%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,52
    -0,10 (-0,14%)
     
  • OURO

    1.826,70
    -9,10 (-0,50%)
     
  • BTC-USD

    38.747,48
    -1.023,86 (-2,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    919,67
    -10,69 (-1,15%)
     
  • S&P500

    4.419,15
    +18,51 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    35.084,53
    +153,60 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.025,57
    -52,85 (-0,75%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.869,00
    -168,75 (-1,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0682
    +0,0277 (+0,46%)
     

Dólar fecha em alta de 0,67%, a R$4,9764

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em alta nesta quarta-feira, puxado por uma correção global na moeda norte-americana e por realização de lucros depois de um mês inteiro de queda na cotação, que em junho teve a maior baixa mensal de 2021 e encerrou o trimestre com a mais forte desvalorização em 12 anos.

O mercado acompanhou de perto ainda o noticiário político, atento à CPI da Covid-19 no Senado e a informações sobre contratos de compra de vacinas pelo governo federal.

O dólar à vista subiu 0,67% nesta quarta, para 4,9764 reais. A moeda chegou a superar 5 reais ao avançar 1,66% na máxima da sessão, quando bateu 5,025 reais. Na mínima, atingida ainda no início do pregão, marcou 4,9537 reais, ganho de 0,21%.

Em junho, o dólar caiu 4,77%, maior perda mensal desde novembro passado (-6,82%). No trimestre, a cotação recuou 11,62%, baixa mais expressiva desde o segundo trimestre de 2009 (-15,80%).

No primeiro semestre de 2021, o dólar caiu 4,14%.

(Por José de Castro)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos