Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    36.027,44
    -439,83 (-1,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Dólar fecha em alta de 0,20%, a R$5,2254

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou o último pregão de maio em leve alta nesta segunda-feira, mas nada que impedisse a moeda de contabilizar a maior queda mensal desde novembro do ano passado e a mais forte para o mês em 12 anos, com a taxa de câmbio beneficiada nas últimas semanas pela melhora das expectativas para a economia brasileira e por mais ingressos de recursos.

O dólar à vista subiu 0,20% nesta segunda, para 5,2254 reais, após oscilar entre 5,264 reais (+0,94%) e 5,1989 reais (-0,30%).

Em maio, a divisa caiu 3,79%. É a maior baixa percentual desde novembro passado (-6,82%) e vem depois de queda de 3,53% em abril.

Para meses de maio, a desvalorização é a mais intensa desde 2009. Em maio daquele ano, o dólar caiu 10,26%.

(Por José de Castro)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos