Mercado fechado

Dólar encerra o dia em forte alta.

·2 min de leitura

Teoricamente, a alta da Selic deveria beneficiar uma correção do dólar para baixo, porém, não foi isso que aconteceu hoje.

Fica claro que o mercado vem aguardando mais dados referentes à economia e as contas públicas. Dados como a inflação e o PIB são importantes, mas vão ganhar ainda mais relevância.

Devido à movimentação de um possível aumento nos gastos públicos, o PIB precisa compensar tudo isso.

Comparar dólar?

É preciso compreender que o dólar não rende dividendo e não gera valor ao investidor. Como o ouro, o USD/BRL é um ativo que pode se valorizar ou se depreciar.

Como uma das moedas mais relevantes do mundo, o dólar é relevante no contexto global e possui certa segurança e estabilidade.

Mesmo em momentos de crise, onde há muitas incertezas, o dólar é um dos ativos mais procurados.

Por isso, ao procurar ativos para defender a carteira contra uma eventual crise ou um momento conturbado, o dólar junto do ouro são boas alternativas.

Vale destacar que a posição em dólar, ou ouro, não precisa ser grande. Como a volatilidade pode ser grande em um curto espaço de tempo, uma posição pequena de não mais do que 5% da carteira já é suficiente para compensar as eventuais perdas ou desvalorização.

Em momentos de “bonança”, onde os mercados estão favoráveis com a valorização das bolsas, tanto o dólar quanto o ouro costumam se desvalorizar, ou permanecerem estáveis, fato que não vai ajudar aquela parcela do patrimônio que foi alocada nos mesmos.

Quais são as expectativas?

Os dados econômicos vêm mostrando que o Brasil parece estar crescendo e criando mais e mais empregos.

A arrecadação vem aumentando também. Arrecadação aumentando junto do PIB e do aumento de empregos, são indicadores extremamente positivos.

Uma arrecadação maior vai ajudar o governo com o orçamento. O problema fica por conta dos ruídos no lado político.

Como o investidor não vê só o lado econômico, mas também a política, os atritos podem prejudicar a imagem do país.

Se as coisas ficarem como estão, a volatilidade provavelmente permanecerá por um bom tempo ainda. Enquanto os sinais não melhorarem, o Brasil conta com a força da economia para se reerguer.

Na sobra disso tudo está a bolsa de valores. O Ibovespa registrou retração de 0,62%, enquanto o S&P 500 se valorizou em 0,98%.

Como há bastante volatilidade no Brasil, a tendência é do Ibovespa mais fraco. Isso abre uma boa oportunidade para investimento, principalmente para aqueles que buscam o próprio índice. Uma das formas de investir, é através dos ETFs, como é o caso do BOVA11.

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos