Mercado fechará em 6 h 26 min
  • BOVESPA

    110.140,64
    -1.932,91 (-1,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.874,91
    -1.144,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,69
    -0,19 (-0,25%)
     
  • OURO

    1.929,30
    -1,50 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    23.528,99
    -293,67 (-1,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    537,27
    -8,05 (-1,48%)
     
  • S&P500

    4.179,76
    +60,55 (+1,47%)
     
  • DOW JONES

    34.053,94
    -39,02 (-0,11%)
     
  • FTSE

    7.839,63
    +19,47 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.694,00
    -152,75 (-1,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5624
    +0,0727 (+1,32%)
     

Dólar e juros sobem, e Bolsa opera estável após críticas de Lula a BC independente

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 06.12.2017 - Cédulas de dólar. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 06.12.2017 - Cédulas de dólar. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O dólar à vista e os juros operam em alta na manhã desta quinta-feira (19), enquanto a Bolsa opera perto da estabilidade depois de abrir em queda, após críticas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à independência do Banco Central.

Às 10h50 (horário de Brasília), o Ibovespa registrava baixa de 0,09%, aos 112.126 pontos. O dólar comercial à vista subia 0,79%, a R$ 5,202.

Nos contratos de juros, a taxa para vencimento em 2024 subia dos 13,45% ao ano do fechamento desta quarta-feira (18) para 13,56% às 10h20 desta quinta. Para 2025, a alta era de 12,54% para 12,75%. Para 2027, a taxa subia de 12,43% para 12,71%.

Investidores adotam cautela sobre direções da política econômica do governo Lula - Paulo Whitaker - 22.nov.2022/Reuters

Em seu relatório de abertura, a Mirae Asset critica o presidente Lula por suas declarações em entrevista ao canal GloboNews, que além da independência do Banco Central, questionou a meta de inflação, que considera "exagerada.

"Afinal, qual o governo de fato? O de Lula, nas suas declarações desastrosas, ou do ministro Haddad, mais sensato?", questiona a Mirae.

O salário mínimo também é outra fonte de preocupação para os investidores. Representantes de centrais sindicais consideraram positivo que o presidente Lula não tenha citado o valor de R$ 1.302,00, durante reunião realizada nesta quarta-feira.

As falas de Lula pesam mais para o mercado neste momento do que os dados econômicos. O desemprego caiu para 8,1% no trimestre terminado em novembro de 2022, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgados na manhã desta quinta-feira. É o melhor resultado para o período entre setembro e novembro desde 2014.

Os investidores também continuam atentos ao caso Americanas. A ação ordinária da companhia está em leilão desde o começo do pregão, e apresenta queda de 27%, enquanto as negociações continuavam suspensas às 10h50.

A varejista informou que seu pedido de recuperação judicial deve ser feito "nos próximos dias ou nas próximas horas".

A empresa reclama da atitude do banco BTG Pactual, que ontem conseguiu um mandado de segurança na Justiça para bloquear R$ 1,2 bilhão na conta da empresa junto à instituição financeira. As Units do BTG apresentam queda de 1,32% nesta quinta.

No exterior, o mercado aguarda o discurso de Lael Brainard, vice-presidente do Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos, que acontecerá na tarde desta quinta-feira. Outros dirigentes da autoridade monetária sinalizaram, nesta quarta-feira, que os juros vão subir para um patamar acima de 5%, o que elevou o dólar e os juros no mercado local.

Nesta quarta, o dólar comercial à vista fechou em alta de 1,07% a R$ 5,161, depois de ter chegado a R$ 5,06 na mínima do dia, pela manhã. O Ibovespa fechou em alta de 0,70%, aos 112.228 pontos.