Dólar canadense cai para menor nível em 2 meses

O dólar canadense caiu nesta quarta-feira para o menor nível em dois meses, após o Banco do Canadá ter indicado inesperadamente que pode não elevar a taxa de juros este ano.

O Banco do Canadá e o Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziram as projeções para o crescimento da economia em 2013, e as autoridades canadenses decidiram deixar a taxa de juros inalterada em 1%, apontando perspectiva de inflação mais reduzida. A decisão marca uma reviravolta em relação à última reunião de política monetária do BC canadense, quando o banco indicou que poderia elevar juros. Outras moedas foram negociadas amplamente dentro de suas margens recentes.

Nos Estados Unidos, o índice de preços das moradias subiu 0,6% em novembro ante outubro, para 192,8, em base ajustada sazonalmente, segundo a Agência Federal de Financiamento Imobiliário (FHFA, na sigla em inglês). O resultado ficou abaixo da previsão dos economistas de aumento de 0,8%.

Além disso, os deputados aprovaram um projeto de lei que suspende o limite legal de endividamento do governo do país por três meses. Para se tornar lei, o projeto precisa de aprovação do Senado e de sanção do presidente Barack Obama. A aprovação dá tempo para que o governo Obama e o Congresso negociem um pacote orçamentário de longo prazo.

No fim da tarde em Nova York, o dólar estava cotado a 88,61 ienes, de 88,70 ienes na terça-feira; e a 0,9293 dólar canadense, de 0,9294 na véspera. Já o euro estava cotado a 118,19 ienes, de 119,50 ienes na terça-feira. O euro estava cotado a US$ 1,3319, de US$ 1,3322 na véspera, e a 118,05 ienes, de 118,19 ienes. As informações são da Dow Jones.

Carregando...