Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.552,44
    +12,61 (+0,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.669,25
    +467,44 (+1,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,83
    -0,20 (-0,50%)
     
  • OURO

    1.924,50
    -5,00 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    12.898,78
    +1.841,77 (+16,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    258,15
    +13,26 (+5,41%)
     
  • S&P500

    3.435,56
    -7,56 (-0,22%)
     
  • DOW JONES

    28.210,82
    -97,97 (-0,35%)
     
  • FTSE

    5.776,50
    -112,72 (-1,91%)
     
  • HANG SENG

    24.754,42
    +184,88 (+0,75%)
     
  • NIKKEI

    23.508,49
    -130,97 (-0,55%)
     
  • NASDAQ

    11.631,25
    -60,00 (-0,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6510
    +0,0010 (+0,02%)
     

Dólar cai e juros rondam a estabilidade com foco no exterior e Renda Cidadã

Marcelo Osakabe
·2 minutos de leitura

Investidores avaliam ainda dados econômicos dos EUA e do Brasil O dólar comercial e os juros futuros abriram em queda nesta sexta-feira, mas vem devolvendo o movimento desde então, com investidores devolvendo parte do prêmio incorporado na véspera enquanto digerem os indicadores do dia e também a notícia de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contraiu a Covid-19. Por volta de 10h10, a moeda americana operava em queda de 0,13%, a R$ 5,6473, após mínima de R$ 5,6198 na abertura. Já o rendimento do contrato do Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2022 subia a 3,18%, de 3,12% no ajuste anterior; e o DI janeiro/2025 marcava 6,51%, ante 6,53% no ajuste anterior. Segundo Jefferson Lima, responsável pelas mesas de câmbio e juros da CM Capital, além dos ajustes de ontem, dois fatores podem ter ajudado uma abertura em queda de ambos os mercados: relatos de que a decisão sobre o Renda Cidadã pode ter ficado para depois das eleições e também nova declaração de apoio do presidente Jair Bolsonaro a Paulo Guedes. Em live promovida ontem em seu perfil no Facebook, o presidente disse que o ministro da Economia "continua com 99,9%" de sua confiança e é quem dá a palavra final sobre a política econômica. Guedes foi um dos poucos a criticar abertamente a proposta de financiamento para o Renda Cidadã, que foi mal recebida por investidores, analistas e membros de outros poderes. Ele chamou de "puxadinho" a ideia de utilizar recursos destinados aos precatórios. No exterior, investidores repercutem o teste positivo de Trump para a covid-19 e discutem as implicações para a corrida eleitoral. "Embora possa se argumentar que a notícia é inequivocadamente positiva para Joe Biden, nós não acreditamos que isso seja dado. Outros líderes como Boris Johnson (Reino Unido) e Jair Bolsonaro viram sua popularidade subir após contrair a doença", observam analistas do TD Securities. Paralelamente, existe a reação aos dados econômicos divulgados nesta manhã. O mercado de trabalho dos EUA contou com a geração de 661 mil vagas em setembro, abaixo da expectativa, de 800 mil. Ao mesmo tempo, a taxa de desemprego caiu a 7,9%, contra projeção de 8,2%. No Brasil, a produção industrial em agosto subiu 3,2% na comparação mensal, ante expectativa de avanço de 4% dos analistas consultados pelo Valor Data. CC0 Creative Commons / pixabay