Mercado fechará em 3 h 31 min
  • BOVESPA

    113.568,91
    -138,85 (-0,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.410,97
    -323,07 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,91
    +1,80 (+2,04%)
     
  • OURO

    1.770,50
    -6,20 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    23.377,72
    -8,81 (-0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    557,64
    -0,09 (-0,02%)
     
  • S&P500

    4.272,84
    -1,20 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    33.890,14
    -90,18 (-0,27%)
     
  • FTSE

    7.541,85
    +26,10 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    19.763,91
    -158,54 (-0,80%)
     
  • NIKKEI

    28.942,14
    -280,63 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.547,25
    +54,00 (+0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2542
    -0,0050 (-0,10%)
     

Dólar cai e Bolsa resiste à alta dos juros

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*Arquivo* São Paulo, SP, 24.01.2019 - Dólar recua ante real à espera de decisões de bancos centrais. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
*Arquivo* São Paulo, SP, 24.01.2019 - Dólar recua ante real à espera de decisões de bancos centrais. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Bolsas mundiais apresentavam ganhos nesta terça-feira (19), enquanto o dólar recuava diante da maior parte das moedas.

Investidores buscavam oportunidades nos mercados de ações enquanto aguardavam decisões sobre juros na Europa e nos Estados Unidos, além de avaliarem a temporada de resultados trimestrais das companhias americanas.

O ambiente internacional favorável ao risco beneficiava papéis depreciados na Bolsa de Valores brasileira, embora a baixa das principais commodities exportadas pelo Brasil impedisse um avanço consistente do Ibovespa.

Às 11h35, o índice de referência do mercado acionário doméstico subia 0,85%, a 97.743 pontos. O dólar caía 0,82%, a R$ 5,3810.

No mercado de juros, as taxas DI (Depósitos Interbancários) com vencimento em 2023 e em 2024 rondavam o patamar de 14% ao ano.

Negociada entre bancos, essas taxas são referência para o setor de crédito e também demonstram a expectativa do segmento para a alta da inflação e dos juros.

No setor de commodities, o preço do barril do petróleo Brent recuava 0,70%, a US$ 105,53 (R$ 582,69). A queda da matéria-prima ocorre após um ganho acumulado de 7% nas duas últimas sessões.

Nos Estados Unidos, o indicador de referência S&P 500 subia 1,35%. Também avançavam os índices Dow Jones (1,40%) e Nasdaq (1,56%). Após o fechamento do mercado, a Netflix divulgará seus resultados do segundo semestre.

Na semana que vem, o banco central americano Federal Reserve irá divulgar a nova taxa de juros do país. O mercado espera um aumento de 0,75 ponto percentual, igualando o último aumento.

Ainda nesta semana, o Banco Central Europeu também deverá aumentar as taxas de juros pela primeira vez em 11 anos. A reunião da autoridade monetária será na quinta-feira (21).

Ao elevar juros, as principais economias do planeta tentam frear a inflação global provocada pela quebra das cadeias de abastecimento durante a pandemia e agravada pela Guerra da Ucrânia. O efeito colateral do aperto ao crédito, porém, poderá ser uma recessão mundial.

O mercado de ações brasileiro sustentou ligeira alta nesta segunda-feira (18), dia em que houve ganhos robustos no setor de commodities. Outros segmentos da Bolsa de Valores, porém, foram prejudicados pelo ambiente de aversão ao risco diante dos efeitos da inflação mundial.

Como resultado da volatilidade provocada por investidores tentando calibrar a mira entre oportunidades e perigos da crise, dólar e juros também fecharam o dia em alta.

O índice Ibovespa subiu 0,38%, a 96.916 pontos. Pela manhã, antes de perder fôlego, o indicador de referência da Bolsa chegou a avançar 1,8%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos