Mercado fechará em 1 h 46 min
  • BOVESPA

    111.254,58
    +581,82 (+0,53%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.416,40
    +13,70 (+0,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,58
    +0,62 (+0,75%)
     
  • OURO

    1.785,00
    +14,50 (+0,82%)
     
  • BTC-USD

    66.283,26
    +2.998,64 (+4,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.542,86
    +62,06 (+4,19%)
     
  • S&P500

    4.533,96
    +14,33 (+0,32%)
     
  • DOW JONES

    35.631,81
    +174,50 (+0,49%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.378,50
    -20,00 (-0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4686
    -0,0276 (-0,42%)
     

Dólar cai com esperança sobre precatórios, mas aguarda Fed e Copom

·3 minuto de leitura
Nota de dólar dos EUA

Por José de Castro

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda ante o real nesta terça-feira, num movimento iniciado por uma trégua externa, mas intensificado pela perspectiva local de alguma resolução para os precatórios.

A moeda oscilou numa faixa estreita até perto de 12h30, quando despencou em linha quase reta enquanto autoridades políticas tentaram se mostrar empenhadas e coesas nos esforços em prol de um acordo sobre os precatórios, após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para tratar do tema.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse que a PEC para resolver o problema dos precatórios no Orçamento do ano que vem preverá uma limitação do crescimento dessas despesas pela mesma dinâmica da regra do teto de gastos. E o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), ressaltou o compromisso de respeito ao teto de gastos e criou a comissão especial que analisará o mérito da PEC dos precatórios.

O receio do mercado de uma resolução capenga para essa conta disparou depois do discurso inflamado do presidente Jair Bolsonaro no 7 de Setembro, quando atacou ministros do STF. Isso porque a solução de limitar pagamento dos precatórios nos moldes da regra do teto de gastos --que agrada ao mercado-- foi costurada inicialmente no campo jurídico, com presença ativa do presidente do STF, Luiz Fux.

Um experiente operador de mercado ponderou que o momento agora deveria ser de pelo menos "parar de piorar". "A política já atrapalhou tanto o fundamento (de mercado) que com qualquer sinalização melhor dela os ativos reagem de forma positiva", disse.

No fim do dia, o dólar à vista caiu 0,81%, a 5,2854 reais na venda, após variar de 5,3381 reais (+0,18%) a 5,2632 reais (-1,23%).

A baixa percentual é a mais forte desde o último dia 13 (-0,84%).

Lá fora, a moeda dos EUA perdia valor frente à maioria de seus pares. O real esteve entre os melhores desempenhos do dia, mas era acompanhado de perto por rivais emergentes como rublo russo e lira turca --sensíveis à percepção global de risco, assim como a divisa brasileira.

Para além do noticiário político local, o viés de baixa do dólar também era amparado pela recuperação de ativos de risco no exterior, após a liquidação da véspera por temores relacionados à incorporadora chinesa Evergrande.

Mas as atenções também estão voltadas para as decisões de política monetária no Brasil e nos EUA. Aqui, o mercado espera alta de 1 ponto percentual nos juros e indicações sobre os próximos passos diante da escalada da inflação. Nos EUA, o foco se volta para se o Fed citará algum tipo de cronograma para redução de compras de ativos.

"O real deve contar com outro aumento agressivo de juros pelo BCB e uma decisão favorável a emergentes pelo Fomc para evitar uma terceira semana de perdas", disseram profissionais da área de pesquisa de multiativos do banco francês Société Générale.

Eles notaram que o par dólar/real se estabeleceu acima da nuvem diária do Ichimoku --uma ferramenta de análise técnica baseada em médias móveis. Segundo eles, a atual posição da linha da taxa de câmbio indica possibilidade de mais altas do preço do dólar, podendo ir à faixa entre 5,46 reais e 5,48 reais.

Os patamares de 5,25 reais, 5,16 reais e 5,11 reais são os suportes mais próximos, ainda de acordo com os profissionais do banco.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos