Dólar bate máxima em 19 meses ante iene após eleições

O dólar registrava forte alta em relação ao iene nesta segunda-feira, atingindo sua cotação mais alta ante a moeda japonesa desde abril de 2011, à medida que a vitória esmagadora do Partido Liberal Democrático (LDP) reforçou as expectativas de mais relaxamento monetário no Japão.

Nas eleições, que aconteceram no domingo (16), o LDP e seu parceiro de coalizão júnior asseguraram juntos mais de dois terços das 480 vagas na Câmara Baixa do Parlamento - uma maioria absoluta que permite vencer qualquer possível oposição à legislação no Senado.

O novo primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, prometeu uma grande pacote de gastos destinados a reavivar o crescimento econômico e disse que esperava que o Banco do Japão (BoJ, banco central do país) tomasse uma decisão apropriada em sua reunião de política monetária, cujo resultado será anunciado na quinta-feira (20), de acordo com uma reportagem do The Wall Street Journal. Abe, um ex-primeiro ministro, tem sido defensor ferrenho de maior flexibilização monetária.

Nos Estados Unidos, o abismo fiscal "continua a ser uma espada de Dâmocles sobre os mercados. Parece haver algum movimento, mas pouco progresso", observaram os analistas da Brown Brothers Harriman, fazendo referência ao mito grego sobre a inveja que Dâmocles sentia do rei de Siracusa, Dionísio.

O presidente da Câmara dos Representantes, John Boehner, disse ao presidente dos EUA, Barack Obama, que poderia aceitar aumentos de impostos sobre milionários em troca de redução de gastos nos programas Medicare e de Seguridade Social.

O dólar subiu para 83,76 ienes, ante 83,51 ienes no fim da tarde da sexta-feira em Nova York. O dólar superou 84 ienes, o patamar mais alto desde abril de 2011. Às 15h50 (horário de Brasília), o dólar era negociado a 83,75 ienes. O euro era negociado a US$ 1,3165, de US$ 1,3156 na sexta-feira. A libra estava cotada a US$ 1,6201, de US$ 1,6157 na sexta-feira. As informações são da Dow Jones.

Carregando...