Dólar avança forte ante iene; euro sobe por indicadores

O dólar teve uma alta forte frente ao iene, depois da divulgação do déficit comercial do Japão em 2012 e de o número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos ter ficado abaixo das previsões na semana passada. O Japão teve um déficit comercial recorde no ano passado, de 6,927 trilhões de ienes (US$ 76,79 bilhões), quase o triplo do saldo negativo do ano anterior.

Outro fator para a queda do iene foi a declaração do vice-ministro da Economia do Japão, Yasutoshi Nishimura, de que uma queda para 100 por dólar não será problema para a economia do país.

O euro, por sua vez, subiu frente ao dólar em reação ao índice de atividade industrial dos gerentes de compras (PMI) da Alemanha, que subiu para o nível mais alto em um ano; o índice de atividade industrial PMI da zona do euro mostrou contração em janeiro, mas, ainda assim, subiu para o nível mais alto em dez meses.

No fim da tarde desta quinta-feira em Nova York, o iene estava cotado a 90,32 por dólar, de 88,61 por dólar na véspera; o euro estava cotado a US$ 1,3377, de US$ 1,3319 na quarta-feira. As informações são da Dow Jones.

Carregando...