Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.941,68
    +51,80 (+0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.463,55
    +320,55 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    115,07
    +0,98 (+0,86%)
     
  • OURO

    1.857,30
    +3,40 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    28.893,78
    +410,82 (+1,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    625,79
    -3,71 (-0,59%)
     
  • S&P500

    4.158,24
    +100,40 (+2,47%)
     
  • DOW JONES

    33.212,96
    +575,77 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.585,46
    +20,54 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    20.697,36
    +581,16 (+2,89%)
     
  • NIKKEI

    26.781,68
    +176,84 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.717,50
    +438,25 (+3,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0751
    -0,0429 (-0,84%)
     

Dólar acompanha exterior e cai nesta manhã

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.01.2019 - Still de mãos segurando cédulas de dólar. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.01.2019 - Still de mãos segurando cédulas de dólar. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O dólar perdia terreno contra o real nos primeiros negócios desta quarta-feira (20), em linha com a ampla fraqueza da moeda norte-americana no exterior à medida que os rendimentos dos títulos soberanos dos Estados Unidos pausavam um rali recente.

Às 9h05 (de Brasília), o dólar à vista recuava 0,23%, a R$ 4,6561 na venda.

Na B3, às 9h05 (de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento caía 0,30%, a R$ 4,6675.

A moeda norte-americana spot fechou a última sessão em alta de 0,36%, a R$ 4,6667 na venda

Na véspera, o dólar comercial subiu 0,43%, cotado a R$ 4,6680. A moeda americana ganhou força contra as principais divisas mundiais diante da crescente expectativa dos mercados de que o aperto nas taxas de crédito em curso nos Estados Unidos será ainda mais duro do que o esperado pela maior parte dos analistas.

O Ibovespa caiu 0,55%, a 115.056 pontos. Pesou sobre o índice de referência do mercado de ações o tombo de 3,19% da Vale. O resultado da Bolsa também foi influenciado pelo desempenho negativo dos principais bancos do país.

BB, Itaú e Bradesco caíram 3,53%, 1,77% e 1,30%, respectivamente.

No mercado de juros brasileiro, a taxa DI (Depósitos Interbancários) para janeiro de 2023 recuou ligeiramente pelo segundo dia seguido. Contratos com vencimentos mais distantes, porém, voltaram a subir. A taxa DI é negociada entre bancos, mas reflete a expectativa do setor de crédito quanto à política monetária do país.

Em Nova York, o índice de referência S&P 500 subiu 1,61%, com o mercado avaliando balanços empresariais do primeiro trimestre. O Dow Jones avançou 1,45%, enquanto o mercado focado em tecnologia acompanhado pelo indicador Nasdaq ganhou 2,15%.

Bolsas europeias fecharam no vermelho após o feriado de Páscoa. Londres, Paris e Frankfurt cederam 0,20%, 0,83%, 0,07%, nessa ordem.

O retorno das negociações pós-feriado foi penalizado pela elevação das tensões na Ucrânia, após a Rússia iniciar a segunda fase de sua ofensiva.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos