Mercado fechado

Dólar abre em alta após recorde no fechamento de quinta-feira

Juliano Passaro
Dólar abre em alta após recorde no fechamento de quinta-feira

O dólar abriu em alta nesta sexta-feira (28), após atingir uma nova máxima histórica na última quinta-feira (27).

Por volta das 9h30, o dólar variava positivamente a 0,288%, negociado a R$ 4,48. Os mercados internacionais seguem atentos aos desdobramentos e novas informações sobre o coronavírus (Covid-19).

Além disso, os investidores estão de olho nos dados sobre o desemprego, que foram divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE, e também sobre os mercados da China, que registraram o pior mês desde maio do ano passado.

Coronavírus

De acordo com o presidente do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC, na sigla me inglês), a epidemia do coronavírus (Covid-19) pode resultar em uma perda de US$ 22 bilhões (R$ 98,56 bilhões) para o setor de turismo.

Em entrevista ao jornal espanhol "El mundo", a presidente Gloria Guevara afirmou que a projeção ainda não é definitiva. O cálculo foi feito com a Oxford Economics e se baseou em informações relacionadas a outras epidemias que atingiram os países em escala global.

“É muito cedo para saber (o impacto do coronavírus no turismo mundial). O WWTC e a Oxford Economics fizeram um cálculo preliminar que estima que essa crise custará ao menos US$ 22 bilhões ao setor", afirmou Guevara. O mercado de turismo na China representa cerca de 11% do PIB. De acordo com Guevara, as perdas serão maiores na Ásia e, principalmente, na China, onde a atividade econômica de turismo é mais forte.

Desemprego

A taxa de desemprego no trimestre encerrado em janeiro foi de 11,2%, atingindo 11,9 milhões de pessoas. As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A primeira leitura deste ano sobre o desemprego ficou 0,8% abaixo do apresentado no mesmo período do ano passado, quando foi de 12%. Ainda de acordo com a Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios Contínua Mensal (PNAD Contínua), em comparação com o trimestre encerrado em outubro, a retração foi de 0,4%.

Mercados da Ásia

Os índices acionários da China tiveram queda nesta sexta-feira e fecharam o pior mês desde maio de 2019. Esse resultado se deve aos temores sobre o surto de coronavírus no mundo.

Última cotação do dólar

Na última sessão, quinta-feira (26), o dólar encerrou o pregão em alta de 0,698%, negociado a R$ 4,4751 na venda.