Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.352,61
    -128,77 (-0,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Dólar à vista fecha em alta de 0,48%, a R$5,5264

·1 min de leitura
Notas de dólares

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar emendou a terceira alta nesta quarta-feira, firmando-se acima de 5,50 reais e fechando na máxima em mais de uma semana, com as operações locais novamente guiadas pelo clima externo mais conservador e pela incerteza sobre o rumo das discussões fiscais no Brasil.

O mercado "vendeu Brasil" de maneira geral, com o Ibovespa em queda de mais de 1% e nas mínimas em um ano e os juros futuros em disparada de 15 pontos-base em alguns vencimentos até janeiro de 2027.

O dólar à vista subiu 0,48%, a 5,5264 reais na venda, máxima desde o último dia 8 (5,5417 reais). Em três altas seguidas, a cotação acumulou ganho de 2,28%.

A moeda até esboçou correção de baixa mais cedo, quando chegou a cair 0,61%, para 5,4661 reais. Mas ainda pela manhã tomou fôlego e, com o impulso adicional visto na parte da tarde, foi a uma máxima de 5,534 reais, valorização de 0,62%.

(Por José de Castro)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos