Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    55.078,01
    -211,48 (-0,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Dólar à vista fecha em alta de 0,78%, a R$5,5697

·1 min de leitura
Notas de cem dólares

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar registrou a quarta alta consecutiva nesta quinta-feira e fechou em uma máxima em duas semanas, ficando mais perto de 5,60 reais, com investidores demandando a moeda norte-americana num dia negativo para ativos de mercados emergentes e em meio ao contínuo imbróglio fiscal no Brasil.

O dólar interbancário subiu 0,78%, a 5,5697 reais. Na máxima, foi a 5,578 reais, alta de 0,93%.

O patamar de fechamento da moeda nesta quinta é o mais alto desde a taxa de 5,6085 reais do último dia 4.

Em quatro sessões, o ganho acumulado é de 3,08%. O dólar não subia por quatro pregões seguidos desde as também quatro altas entre 4 e 7 de outubro.

(Por José de Castro)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos