Déficit comercial soma US$ 100 mi na 1ª semana do ano

A balança comercial brasileira registrou déficit de US$ 100 milhões na primeira semana de 2013. Considerando o período entre 1º e 6 de janeiro, com três dias úteis, houve registro de US$ 2,250 bilhões em exportações e de US$ 2,350 bilhões em importações. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior (MDIC).

De acordo com o critério de média diária, as exportações alcançaram a marca de US$ 750 milhões neste começo de janeiro. Isso representa crescimento de 2,2% em relação à média diária de US$ 733,7 milhões registrada em janeiro de 2012. Essa alta, explica o MDIC, reflete o acréscimo nas exportações de bens semimanufaturados (+23,1%, de US$ 113,8 milhões para US$ 140,1 milhões na média diária, pelas elevações em óleo de milho em bruto, celulose, semimanufaturados de ferro ou aço, borracha sintética e artificial e ouro em formas semimanufaturadas).

Por outro lado, foram registradas quedas nas exportações de manufaturados (-2,4%, de US$ 281,7 milhões para US$ 274,9 milhões, por causa, principalmente, de óleos combustíveis, autopeças, partes de motores para veículos e bombas e compressores) e de básicos (-0,7%, de US$ 316,1 milhões para US$ 313,9 milhões, em virtude dos recuos em minério de cobre, café em grão, fumo em folhas e carnes salgadas).

A média diária de exportação de US$ 750 milhões desta primeira semana de janeiro representa também queda de 24% em relação à média diária de US$ 987,5 milhões registrada no mês passado. O movimento foi provocado pela diminuição de exportações em básicos (-32,4%, de US$ 464,0 milhões para US$ 313,9 milhões na média diária) e manufaturados (-25,1%, de US$ 367,1 milhões para US$ 274,9 milhões).

Houve aumento de 2,3% nas exportações de produtos semimanufaturados, de US$ 137,0 milhões para US$ 140,1 milhões, na comparação entre as médias diárias da primeira semana de janeiro e as de dezembro passado.

As importações apresentaram média diária de US$ 783,1 milhões na primeira semana de janeiro de 2013, ou seja, com queda de 1,2% em relação à média diária de US$ 793,1 milhões de janeiro de 2012. No comparativo com janeiro do ano passado, houve retração, principalmente, com produtos siderúrgicos (-23,3%), combustíveis e lubrificantes (-11,2%), adubos e fertilizantes (-10,9%), equipamentos elétricos e eletrônicos (-10,2%) e equipamentos mecânicos (-3,3%).

Em relação a dezembro de 2012, quando a média diária de importação foi de US$ 875,0 milhões, a queda chega a 10,5%. Houve decréscimo, principalmente, em adubos e fertilizantes (-50,2%), combustíveis e lubrificantes (-26,8%), instrumentos de ótica e precisão (-14,2%), farmacêuticos (-11,7%) e equipamentos mecânicos (-10,5%).

Carregando...