Mercado fechado

A década acaba em 2019 ou em 2020? Spoiler: é você quem escolhe!

Felipe Ribeiro

Uma das maiores polêmicas do momento não é se o arroz tem que ter uva passa, se chocotone é melhor do que o panetone, ou se é pavê ou "pacumê". Com a chegada do fim do ano, muitos estão se perguntando: a década vai acabar em 2019 ou em 2020? A dúvida chegou porque estamos diante de uma chuva de retrospectivas citando o melhor ou o pior da década, mas, sem que entremos em um consenso sobre quando, de fato, o período de 10 anos vai se encerrar.

A explicação tem duas pontas, mas já adiantamos que quem vai definir isso será... você mesmo. Ok, não é algo que você espera ver em uma matéria explicativa, mas, com o que falaremos adiante, tudo estará esclarecido - ou não.

Calendário Gregoriano: acaba em 2020

Boa parte do mundo ocidental está sob a regência do calendário gregoriano, estabelecido pelo Papa Gregório XIII em 1582, que trata o nascimento de Jesus Cristo como o ano 1 e não o ano 0. Com o fim do ano 1, vem o segundo ano, e assim por diante até chegar no 10. Dessa forma, as décadas sempre começariam no início dos anos 1 e terminariam no fim dos anos 10 - ou seja, hoje estaríamos na década iniciada no começo do ano 2011, que terminaria no final do ano 2020.

Papa Gregório XIII, o responsável pelas folhinhas e calendários como conhecemos/ Imagem: Getty Images

Essa é a mesma lógica seguida na contagem dos séculos e milênios. O século XXI começou no início do ano 2001, o século XX foi do início de 1901 ao fim de 2000, e assim será no próximo.

O "culpado", por assim dizer, é Dionísio Exíguo, (470-544), religioso e erudito da Europa Oriental que trabalhou em Roma e foi o responsável por estabelecer o sistema de contagem de anos a partir do nascimento de Cristo e, também, por calcular o período da Páscoa, a principal festa cristã.

Em seu sistema, chamado de "anno Domini" ("no ano do Senhor", em latim), ele estabeleceu o nascimento de Jesus como o ano 1, e não o "ano 0". Isso significa que uma década depois do ano 1 só ficaria completa no ano 11; um século inteiro só teria transcorrido no ano 101, e assim por diante.

Sob o ponto de vista matemático: acaba em 2019

Agora, pensemos como calculamos a nossa idade. Com exceção da Coreia do Sul, que adota o mesmo método de contabilidade para a idade que é usado no calendário gregoriano, aqui no Brasil (e em tantos outros lugares) a idade de um indivíduo começa a ser contada a partir do nascimento, ou seja, com um ano "0". Com o passar dos anos, sempre acabamos comemorando o ano completo, e não aquele que se inicia.

Sob essa lógica, a década acabaria agora em 2019. Você comemorou o seu aniversário de 10 anos quando você completou seu décimo ano de vida. Ou seja, neste ponto de vista, seu primeiro ano de vida é o "ano 0", que se passa antes do seu primeiro aniversário, o segundo ano antes de comemorar 2 anos de vida, e por aí vai.

O uso do zero (não apenas na idade, é bom lembrar) como o conhecemos hoje foi desenvolvido gradualmente por matemáticos da Índia - alguns deles contemporâneos de Dionísio, inclusive. Depois, com o contato entre o Islã e a matemática indiana, surgiram os numerais arábicos, que são os que usamos hoje e que foram popularizados na Europa por volta do século XI.

Um dos possíveis introdutores da nova aritmética no Ocidente foi o clérigo francês Gerbert de Aurillac (946-1003), que, mais tarde, se tornou papa com o nome de Silvestre II. Nas Américas, os maias do México e da América Central chegaram a usar um sistema parecido de forma independente.

Séculos mais tarde, pioneiros da astronomia como o alemão Johannes Kepler (1571-1630) formularam contagens de anos que também tomavam o nascimento de Jesus Cristo como ponto de partida, mas o consideravam como "ano zero", e não ano 1, o que elimina a estranheza da datação convencional.

Na Coreia do Sul, como citamos acima, os anos de vida são contados de forma diferente do resto do mundo: a pessoa já nasce com um ano de vida e ela ainda ganha mais um ano a cada completado. Ou seja, você pode, ao mesmo tempo, ter 25 anos de idade no ocidente e 26 no país asiático.

Resumindo: quem vai determinar onde começa e termina a década, no fim das contas, será você. Não existe o certo ou o errado neste tema, muito embora, em caráter "oficial", a década atual vai mesmo acabar no fim de 2020.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: