Mercado fechado

CVM tem novo sistema para identificar inconsistências em fundos

Juliana Schincariol

Segundo regulador do mercado, informações ficarão mais precisas com nova metodologia A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) adotou novo sistema de supervisão para gestão de risco de liquidez em fundos de investimentos com objetivo de detectar, com mais clareza, possíveis inconsistências nos fundos. O maior ganho, segundo o regulador, será aprimorar a identificação entre o que é problema de liquidez e de informação.

Assim, com a nova metodologia, a autarquia entende que sua atuação de supervisão fica mais precisa. Será possível definir que decisão tomar forma mais eficiente, seja o envio de ofício, para orientar como prestar corretamente a informação, ou regularização de determinada atividade do fundo.

Para isso, foram elaborados quatro índices de liquidez de acordo com as combinações de análise. O sistema também trabalha com os dados mais detalhados dos informes diários dos fundos de investimento, ampliando o rol de informações supervisionadas pela CVM. Ainda segundo o regulador, a nova metodologia funciona de forma similar às metodologias utilizadas pelos administradores fiduciários.

Para lançar o novo modelo foi realizado um projeto-piloto, que observou dados que poderiam ser melhor disponibilizados pelos fundos de investimento. Diante disso, já foram enviados ofícios para cerca de 60 administradores de fundos.