Mercado fechará em 4 h 54 min

CVM cria força tarefa para caso Americanas, vai investigar agências de rating

SÃO PAULO (Reuters) - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) anunciou a criação de uma força-tarefa com várias superintendências para analisar o caso da Americanas, que pediu recuperação judicial nesta quinta-feira após um rombo contábil de 20 bilhões de reais.

A CVM afirmou que está buscando cooperação com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal no caso.

O regulador do mercado de capitais também anunciou a criação de um canal para receber denúncias - inclusive anônimas - de irregularidades envolvendo a companhia.

A autarquia também abriu mais um processo - o sétimo -, este para apurar a atuação das agências de classificação de risco de crédito envolvendo papéis da varejista, cuja recuperação judicial inclui dívidas de 43 bilhões de reais.

Em conjunto, as áreas de relações com empresas, relações com o mercado, normas contábeis e auditoria, registro, proteção a investidores, securitização e de processos sancionadores vão cuidar dos processos que têm entre os alvos atuais e ex-executivos e acionistas de referência.

(Por Aluísio Alves)