Mercado abrirá em 6 h 14 min
  • BOVESPA

    113.430,54
    +1.157,53 (+1,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.564,27
    +42,84 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,07
    +0,20 (+0,25%)
     
  • OURO

    1.942,60
    -2,70 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    23.137,99
    +281,90 (+1,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    524,33
    +5,54 (+1,07%)
     
  • S&P500

    4.076,60
    +58,83 (+1,46%)
     
  • DOW JONES

    34.086,04
    +368,95 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.771,70
    -13,17 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    21.876,35
    +34,02 (+0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.350,03
    +22,92 (+0,08%)
     
  • NASDAQ

    12.105,50
    -46,50 (-0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5196
    +0,0040 (+0,07%)
     

CVM abre processo para investigar fato relevante de Americanas sobre decisão judicial

SÃO PAULO (Reuters) - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu um processo administrativo para investigar a divulgação pela Americanas de decisão judicial que a protege por 30 dias contra vencimento antecipado de dívidas, na última sexta-feira.

Com este, já são cinco processos abertos pelo regulador do mercado de capitais para investigar a varejista, depois que esta anunciou na última quarta-feira a descoberta de um rombo contábil de pelo menos 20 bilhões de reais.

No dia seguinte, a autarquia já havia aberto dois processos para investigar a Americanas, um relativo à contabilidade da companhia e outro para tratar do anúncio do fato.

Outro processo corre em sigilo e a CVM não informa o teor da investigação nem os alvos.

Um quarto foi aberto na sexta-feira e também investigará a firma de auditoria independente PwC, a pedido da Abradin, associação que reúne minoritários de empresas de capital aberto.

(Por Aluísio Alves)