Mercado fechará em 6 h 15 min
  • BOVESPA

    98.007,41
    -534,55 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.524,45
    0,00 (0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,17
    +2,41 (+2,28%)
     
  • OURO

    1.795,50
    -11,80 (-0,65%)
     
  • BTC-USD

    19.322,93
    +276,44 (+1,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    414,55
    -5,58 (-1,33%)
     
  • S&P500

    3.790,18
    +4,80 (+0,13%)
     
  • DOW JONES

    30.817,88
    +42,45 (+0,14%)
     
  • FTSE

    7.175,06
    +5,78 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.456,50
    -73,00 (-0,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5348
    +0,0292 (+0,53%)
     

Custo da pandemia pode exceder os 4 trilhões de dólares

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Pedestre passa por painéis de cotação, em Tóquio (AFP)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O impacto da pandemia de coronavírus na economia mundial pode atingir entre 2 e 4,1 trilhões de dólares, ou seja, entre 2,3% e 4,8% do Produto Interno Bruto (PIB), afirmou nesta sexta-feira (3) o Banco Asiático de Desenvolvimento (ADB).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

É uma estimativa que poderia ser maior, porque não inclui "possíveis crises sociais e financeiras, nem os efeitos a longo prazo sobre os sistemas de saúde e educação" da pandemia, segundo a organização, com sede em Manila (Filipinas).

Leia também

Na quinta-feira, o número de pessoas infectadas passou de um milhão no planeta, com mais de 52.000 mortes.

Segundo o ADB, o crescimento na Ásia deve atingir 2,2% este ano, seu ritmo mais lento desde 1998, quando não passou de 1,7% devido à crise financeira no continente.

"Ninguém pode prever a amplitude da propagação da pandemia da COVID-19 nem sua duração", afirmou Yasuyuki Sawada, economista responsável do Banco Asiático de Desenvolvimento (ADB).

"Não se pode descartar a possibilidade de uma grave crise financeira ", acrescentou.

As previsões apostam que a epidemia será controlada este ano e que a normalidade voltará em 2021.

No entanto, uma nova onda de infecções não é descartada e sua gravidade é desconhecida.

"Os resultados podem ser piores do que o previsto e o crescimento pode não se recuperar tão rapidamente", alertou o banco.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos