Custo para andar de carro sobe 0,28% em novembro

SÃO PAULO – A inflação do carro apresentou alta de 0,28% no mês de novembro, o quinto aumento consecutivo, depois de uma pequena deflação em julho.

No mês passado, lavagem do carro e o estacionamento foram os itens que sofreram as maiores altas. A lavagem simples ficou 2,45% mais cara e para estacionar o carro o motorista pagou 2% a mais em novembro.

Os dois itens que compõem a cesta de peças e serviços analisada pela agência AutoInforme, também tiveram os maiores aumentos neste ano, que no total acumula, até novembro, inflação de 2,34%.

Segundo o levantamento, lavar o carro ficou 12,29% mais caro de janeiro a novembro, enquanto o estacionamento subiu 12,84%. Além disso, outro item que pode ser destacado entre as maiores altas do ano foi o balanceamento, que acumula, neste ano, alta de 12,57%.

A franquia de seguro também acumulou acréscimo significativo no período. De acordo com o levantamento, o item ficou 5,76% mais caro entre janeiro e novembro deste ano.

Outros preços
O levantamento apura mês a mês o custo de todos os itens necessários para o motorista andar com o carro e fazer a manutenção preventiva. São considerados cinco grupos de itens: peças, serviços, seguros, impostos de circulação e combustíveis.

Os combustíveis, que têm o maior peso no cálculo da inflação - 30% dos gastos totais do motorista - ficaram com os preços praticamente estáveis este mês: a gasolina subiu 0,27% e o etanol 0,19%.

Já os itens bateria e lona de freio foram os que apresentaram as maiores quedas. A lona de freio ficou 0,33% mais barata, enquanto o preço da bateria caiu 0,25%.

Carregando...