Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.289,18
    +1.085,18 (+0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.037,05
    -67,35 (-0,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,20
    -0,15 (-0,17%)
     
  • OURO

    1.816,20
    -13,50 (-0,74%)
     
  • BTC-USD

    36.301,18
    -453,68 (-1,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    827,76
    -28,05 (-3,28%)
     
  • S&P500

    4.349,93
    -6,52 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.168,09
    -129,61 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.469,78
    +98,32 (+1,33%)
     
  • HANG SENG

    23.849,52
    -440,38 (-1,81%)
     
  • NIKKEI

    26.606,00
    -405,33 (-1,50%)
     
  • NASDAQ

    14.056,00
    -102,50 (-0,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1003
    -0,0061 (-0,10%)
     

Curva de juros invertida esconde risco de inflação persistente

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- A queda acentuada dos juros futuros de longo prazo está camuflando uma preocupação persistente com a inflação brasileira.

Most Read from Bloomberg

Os riscos de uma recessão prolongada, à medida que o Banco Central aperta a política monetária para combater a inflação acima da meta, desencadearam uma queda nas taxas de DI de longo prazo e uma inversão da curva de juros. A inflação implícita - que é o diferencial entre os rendimentos de títulos prefixados e indexados à inflação - caiu como resultado, disfarçando a preocupação contínua com a alta da inflação entre os investidores.

Mesmo com a inflação implícita atingindo o menor nível em cinco meses neste mês, as expectativas de inflação apuradas pela Bloomberg com economistas brasileiros atingiram 5,8% para o próximo ano, muito acima da meta de 3,5%. Em novembro, o IPCA atingiu 10,7%, o maior número desde 2003, ainda que tenha ficado abaixo da mediana de 10,9% projetada pela Bloomberg.

“Há um estímulo fiscal adicional que acabou de ser aprovado, que deveria ser inflacionário. Os preços das commodities ainda estão bem altos, o que também contribuirá para a inflação ”, disse Brendan Mckenna, estrategista de câmbio do Wells Fargo em Nova York. “As interrupções na cadeia de abastecimento também são um grande fator e não está claro quando essas pressões inflacionárias podem diminuir.”

A demanda por NTN-Bs também permanece forte. O preço dos títulos com vencimento em 2030 subiu quase 7% desde o final de outubro, quando atingiu a menor nível do ano, ressaltando o interesse contínuo dos operadores em proteger uma parte significativa de suas carteiras contra a inflação.

O Banco Central está sinalizando que o crescimento não é uma prioridade. Os membros do Copom reforçaram a preocupação com a inflação na última reunião, quando elevaram a Selic em 1,5 ponto percentual e sinalizaram um movimento de mesmo tamanho em fevereiro. Eles também recentemente aumentaram suas projeções de inflação para 4,7% em 2022, contra 4,1% em outubro.

Alguns operadores, no entanto, dizem que o Banco Central eventualmente precisará ser menos hawkish para evitar um desastre econômico antes das eleições presidenciais do próximo ano.

Leia Mais: Brasil corre o risco de prolongar recessão após frustração em outubro

Além disso, o Tesouro não parece incomodado com a curva de juros invertida, sugerindo que a atual dinâmica do mercado não deve mudar em breve. O Tesouro ofereceu mais títulos indexados à inflação em seus leilões semanais recentemente, aproveitando rendimentos mais baixos para estender o prazo de sua dívida.

“Não acho que haja convicção para operar agora, apesar da última lwitura da inflação ter sido um pouco melhor do que o esperado”, disse Alvaro Vivanco, estrategista da NatWest Markets em Stamford. “O mercado e o banco central vão esperar por mais dados.”

Título em inglês:

Brazil’s Inverted Yield Curve Conceals Lingering Inflation Woes

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos