Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.046,46
    +103,70 (+0,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Curitiba testa lâmpada inteligente e pode ter 5G para a população em agosto

A cidade de Curitiba colocou em funcionamento uma luminária pública com antena 5G integrada. É a primeira cidade brasileira a receber esse tipo de equipamento, que está ao lado da sede da prefeitura, no Centro Cívico. Na prática, a luminária ajudará a ampliar o sinal do 5G na região.

A luminária permitirá a realização de testes para aplicações da tecnologia 5G. As conexões ofertadas pela sua antena são em média 100 vezes mais rápidas que o 4G, com baixa latência, isto é, transferência de dados praticamente sem atrasos. O equipamento ainda tem funções como câmeras de monitoramento, reconhecimento facial, gestão de semáforos e sensor de ruído.

Nessa fase de testes, o aparelho oferecerá a rede 5G para conexões entre outros equipamentos, como semáforos inteligentes, e aplicações empresariais. A população não terá acesso ainda ao 5G da luminária para usar diretamente nos celulares adaptados para a tecnologia, mas poderá usufruir de uma internet rápida a partir da rede wi-fi instalada no equipamento, com serviço da operadora local Ligga Telecom.

Luminária com antena 5G de Curitiba (Imagem: Divulgação/Hully Paiva/SMCS)
Luminária com antena 5G de Curitiba (Imagem: Divulgação/Hully Paiva/SMCS)

Como a gestão da iluminação pública é municipal, Curitiba poderá gerar receitas adicionais com esse tipo de aparelho, alugando as antenas das luminárias para as operadoras de telefonia móvel. Além disso, a cidade poderá criar sua própria infraestrutura de redes 5G e oferecer conectividade rápida para a população.

A luminária é parte do projeto piloto Conecta 5G, uma parceria da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) com o Ministério das Comunicações. A capital paranaense vai usar o aparelho para realizar testes em várias faixas da tecnologia 5G, como as de 27,5 GHz e 27,9 GHz, mais próximas das necessidades da indústria 4.0. A luminária foi desenvolvida pela Nokia e a companhia de iluminação Juganu e usa a tecnologia da fabricante de chips Qualcomm.

O Conecta 5G também será implantado em 13 outras cidades brasileiras: Maceió (AL), Juiz de Fora (MG), Ceará-Mirim (RN), Petrolina (PE); Araguaína (TO), Jaraguá do Sul (SC), Picos (PI), Sorocaba (SP), Paraipaba (CE), Pato Branco (PR), Foz do Iguaçu (PR), Parauapebas (PA) e Canaã dos Carajás (PA).

5G em agosto

Segundo o ministro das Comunicações, Fábio Faria, os testes com o Conecta 5G devem ajudar a antecipar a implantação da quinta geração de internet móvel no Brasil, já que as cidades que só iriam receber o 5G em 2027 ou 2028 poderão se antecipar e adquirir as luminárias inteligentes com as antenas. "A gente está pronto para uma revolução. É muito emocionante para mim saber que nos próximos meses a gente vai ter o 5G funcionando. É nossa missão deixar o Brasil conectado", disse, no evento de lançamento da tecnologia na capital paranaense.

Faria também adiantou que outras grandes cidades brasileiras têm prioridade na instalação da infraestrutura 5G pelas operadoras de telefonia e que o serviço começará a ser oferecido na capital paranaense em agosto.

Além do ministro, participaram da solenidade em Curitiba o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior (PSC); o presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Igor Calvet; e executivos de empresas parceiras, como Ligga Telecom, Nokia, Juganu e Qualcomm.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos