Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.123,85
    -3.459,16 (-3,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.925,52
    -673,01 (-1,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,40
    -0,89 (-1,18%)
     
  • OURO

    1.737,70
    +0,20 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    41.871,47
    -721,46 (-1,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.033,73
    -23,41 (-2,21%)
     
  • S&P500

    4.352,63
    -90,48 (-2,04%)
     
  • DOW JONES

    34.299,99
    -569,38 (-1,63%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.309,90
    -190,49 (-0,78%)
     
  • NIKKEI

    29.378,38
    -805,58 (-2,67%)
     
  • NASDAQ

    14.844,50
    +79,75 (+0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3442
    +0,0016 (+0,03%)
     

“Cuidado com a Binance”, diz regulador na África do Sul

·2 minuto de leitura
Gráfico de queda na África do Sul, sinal de crise autorização
Gráfico de queda na África do Sul, sinal de crise autorização

Um comunicado ao mercado local foi emitido nesta sexta-feira (3): a Binance não está mais autorizada a operar na África do Sul e o regulador do país pede que a população tenha cuidado com a plataforma.

A nova recomendação chama atenção da comunidade mundial por ser feito pelo primeiro país africano, uma região que tem se mostrado promissora para adoção das criptomoedas.

Em apenas três dias do mês de setembro, dois países já fecham as portas da Binance. Na última quinta (2), Singapura havia feito uma ponderação contra a corretora, que passou a figurar em uma lista de alerta.

Vale o destaque que ambos os países que emitiram alertas estão testando suas moedas digitais nacionais.

Binance não está mais autorizada a operar na África do Sul e regulador pede cuidado da população, diz regulador

Segundo informações que África do Sul recebeu pela Autoridade de Conduta do Setor Financeiro (FSCA), a corretora teria uma sede nas ilhas Seychelles, no Oceano Índico, e estaria operando ilegalmente no país.

Dessa forma, a África do Sul foi o primeiro país do continente africano a pedir que sua população tenha cuidado com a Binance Group.

“A Autoridade de Conduta do Setor Financeiro (FSCA) alerta o público para ser cauteloso e vigilante ao lidar com o BINANCE GROUP, dado que não está autorizado a dar qualquer conselho financeiro ou prestar quaisquer serviços intermediários nos termos da Assessoria Financeira e Lei de Serviços Intermediários de 2002 (Lei FAIS) na África do Sul.”

Além de pedir cuidado, a FSCA ainda declarou que um grupo no Telegram de investidores da Binance estaria operando ilegalmente, oferecendo produtos financeiros para população local.

Comunicado informou que as criptomoedas não são reguladas

Hoje, ao emitir o alerta contra a Binance, a autoridade financeira da África do Sul ainda declarou que as criptomoedas não são reguladas no país, situação que, na visão da FSCA, leva risco para as pessoas.

“O FSCA gostaria de advertir que, além de esta entidade não estar autorizada a fornecer quaisquer serviços financeiros ou negócios, os investimentos relacionados à criptomoedas não são regulamentados pelo FSCA ou qualquer outro órgão na África do Sul.”

O que chama atenção nestes alerta é que, tanto Singapura quanto a África do Sul divulgaram a informação que estão testando suas versões de moedas digitais.

Com todas as notícias atuais, o cenário continua mostrando que as operações da corretora Binance não deverão encontrar facilidades com reguladores nos próximos meses.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos