Mercado abrirá em 8 mins
  • BOVESPA

    112.282,28
    +2.032,55 (+1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.338,34
    +510,21 (+1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,99
    -0,24 (-0,33%)
     
  • OURO

    1.770,70
    -8,10 (-0,46%)
     
  • BTC-USD

    43.727,60
    +1.549,58 (+3,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.096,65
    +56,17 (+5,40%)
     
  • S&P500

    4.395,64
    +41,45 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    34.258,32
    +338,48 (+1,00%)
     
  • FTSE

    7.079,29
    -4,08 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.251,50
    +88,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1922
    -0,0166 (-0,27%)
     

Cuba é o primeiro país a vacinar crianças em massa contra COVID-19

·1 minuto de leitura

Alguns ensaios clínicos já levaram à vacinação de crianças contra a COVID-19. No entanto, no último domingo (5), Cuba se tornou o primeiro país a vacinar o público infantil fora desse cenário, imunizando crianças a partir de 12 anos. A ideia, no entanto, é que essa campanha contemple crianças de até 2 anos de idade.

A vacinação já está acontecendo na província de Cienfuegos. A reabertura de escolas, praticamente fechadas desde março de 2020, está condicionada à vacinação de todas as crianças. A importância de vacinar as crianças para assim reabrir as instituições de ensino se dá porque Cuba carece de um amplo acesso doméstico à Internet e as crianças estão sendo ensinadas pela TV, sem oportunidade de interação.

A possibilidade da vacinação infantil em massa é algo que os governos têm explorado com cautela. E a possibilidade de efeitos colaterais graves entre as crianças, mesmo em números minúsculos, é uma grande preocupação, afinal. Até agora, ninguém fora de Cuba começou a vacinar menores de 12 anos, exceto em estudos cuidadosamente controlados. Em Cuba, essa vacinação está ocorrendo com imunizantes produzidos localmente, como as vacinas Abdala e Soberana.

Cuba é o primeiro país a vacinar crianças contra a COVID-19 massivamente (Imagem: Freepik)
Cuba é o primeiro país a vacinar crianças contra a COVID-19 massivamente (Imagem: Freepik)

As vacinas de Cuba são todas feitas a partir de subunidade proteica (são constituídas de fragmentos de proteínas ou invólucros de proteínas do coronavírus que imitam a estrutura do vírus), o que as torna baratas de produzir e fáceis de distribuir em comparação com as vacinas de mRNA mais usadas na Europa e na América do Norte.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos