Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.867,78
    +1.425,02 (+4,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

CSU entra no mercado de banking as a service, investirá R$150 milhões

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de pagamentos CSU anunciou nesta quarta-feira a entrada no mercado de banking as a service (BasS), provendo infraestrutura de serviços financeiros para empresas de diversos setores.

Segundo o diretor-presidente da companhia, Marcos Leite, o BaaS movimentará cerca de 8 bilhões de reais nos próximos 5 anos no país e a empresa investirá 150 milhões de reais para ter uma participação relevante neste setor por meio da unidade Blue C.

A Blue C usará o modelo white label, vendendo serviços de infraestrutura bancária para terceiros, que aplicarão suas próprias em produtos como contas digitais para pessoas físicas e empresas, além de crédito, câmbio, seguros, investimentos e adquirência. A CSU afirma ter mais de 28 milhões de cartões em sua base, processando 15 bilhões de reais por mês em transações.

(Por Aluísio Alves)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos