Mercado fechará em 4 h 23 min
  • BOVESPA

    110.740,38
    -1.183,55 (-1,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    0,00 (0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,24
    +2,26 (+2,83%)
     
  • OURO

    1.803,00
    -6,60 (-0,36%)
     
  • BTC-USD

    17.219,52
    +268,12 (+1,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    407,86
    -3,36 (-0,82%)
     
  • S&P500

    4.051,89
    -19,81 (-0,49%)
     
  • DOW JONES

    34.257,20
    -172,68 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.584,15
    +27,92 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    19.518,29
    +842,94 (+4,51%)
     
  • NIKKEI

    27.820,40
    +42,50 (+0,15%)
     
  • NASDAQ

    11.923,00
    -87,25 (-0,73%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5311
    +0,0371 (+0,68%)
     

CSN lucra desaba 82% no 3º tri, piora projeções

SÃO PAULO (Reuters) - A CSN teve lucro líquido de 237,6 milhões de reais no terceiro trimestre, queda de 82% sobre desempenho do mesmo período de 2021, segundo balanço divulgado nesta segunda-feira.

A companhia que tem operações em siderurgia, cimento, logística e energia, apurou uma geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de 2,7 bilhões de reais, 37% abaixo do apurado um ano antes.

Analistas, em média, esperavam lucro líquido de 1,2 bilhão de reais para a CSN com Ebitda de 3 bilhões, segundo dados da Refinitiv.

A produção de aço da CSN somou 1,027 milhão de toneladas no terceiro trimestre, alta de 15,4% na comparação sequencial. As vendas da liga avançaram 18,2%, a 1,16 milhão de toneladas no período.

A CSN também anunciou redução da expectativa de investimentos (capex) de 2022, de 4,1 bilhões para 3 bilhões de reais. Previu também produzir um volume de minério de ferro mais compras de terceiros de 34 milhões de toneladas e elevou a previsão de alavancagem financeira, medida pelo indicador dívida líquida/Ebitda ajustado, de 1 vez para entre 1,75 e 1,95 entre os fechamentos dos balanços anuais de 2022 e 2023.

A CSN que tem buscado reduzir sua alavançagem ao longo dos últimos trimestres, terminou setembro com uma relação de dívida líquida sobre Ebitda ajustado de 1,69 vez.

O resultado da companhia foi divulgado alguns dias depois que a rival Usiminas, da qual a CSN é também sócia, publicou queda no lucro do terceiro trimestre, pressionada por alta de custos, embora o desempenho no período tenha vindo acima do esperado pelo mercado.

(Por Alberto Alerigi Jr.)