Mercado abrirá em 48 mins
  • BOVESPA

    123.576,56
    +1.060,82 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.633,91
    +764,43 (+1,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,31
    -1,25 (-1,77%)
     
  • OURO

    1.822,80
    +8,70 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    38.398,81
    +408,50 (+1,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    937,57
    -5,87 (-0,62%)
     
  • S&P500

    4.423,15
    +35,99 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    35.116,40
    +278,24 (+0,80%)
     
  • FTSE

    7.129,90
    +24,18 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.426,55
    +231,73 (+0,88%)
     
  • NIKKEI

    27.584,08
    -57,75 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    15.030,25
    -16,00 (-0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1569
    -0,0086 (-0,14%)
     

CSN avança no mercado de cimento com aquisição de R$1,08 bi no Nordeste

·3 minuto de leitura
Trabalhador utiliza cimento em obra em Salvador (BA)

SÃO PAULO (Reuters) - A CSN anunciou nesta quarta-feira contrato de compra da Elizabeth Cimentos e Elizabeth Mineração, que atua na região Nordeste, em especial na Paraíba e Pernambuco. O negócio foi avaliado em 1,08 bilhão de reais e envolve pagamento em caixa, aporte de capital e assunção de dívidas.

A aquisição adiciona uma capacidade produtiva para a CSN Cimentos de 1,3 milhão de toneladas por ano. Com o fechamento da operação, a empresa passará a ter uma capacidade total de 6 milhões de toneladas por ano e presença mais abrangente no país.

"São esperadas relevantes sinergias operacionais, logísticas, de gestão e comerciais, com espaço para evolução de mix de produtos e expansão da base de clientes", afirmou a CSN em fato relevante à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Os analistas do Credit Suisse Caio Ribeiro e Gabriel Galvão afirmaram em relatório que uma nova fábrica de cimento custa cerca de 250 dólares a tonelada, o que colocaria o investimento necessário para uma usina do tamanho da Elizabeth em cerca de 325 milhões de dólares, ou 1,6 bilhão de reais.

"Portanto, a transação parece relativamente mais atraente do ponto de vista de custo e também porque crescimento orgânico poderia levar vários anos para ser obtido", disseram os analistas. Eles acrescentaram que a transação eleva a posição da CSN da sexta para a quinta posição entre os maiores produtores de cimento do Brasil, além de permitir a entrada da CSN no mercado do Nordeste. Atualmente a empresa tem suas operações concentradas no Sudeste.

As ações da CSN exibiam queda de 2,7% às 12h40, enquanto o Ibovespa recuava 0,7%.

O fechamento da operação está sujeito a condições precedentes usuais em operações desta natureza, inclusive a aprovação de autoridades concorrenciais.

A agência de classificação de risco Moody's afirmou que a aquisição é positiva para a CSN porque vai diversificar fluxo de caixa sem afetar a liquidez da empresa.

A CSN tinha 18,2 bilhões de reais em caixa no final do primeiro trimestre. A Moody's afirmou que aquisição poderá ser "auto-financiada", considerando a oferta pública inicial de ações (IPO) CSN Cimentos.

A CSN Cimentos deve precificar o IPO até o final do ano, afirmaram fontes à Reuters. JPMorgan Chase e Bradesco devem ser os assessores da operação.

O grupo, que também atua em siderurgia e produção de minério de ferro, concluiu mais cedo neste ano a listagem da CSN Mineração, que atualmente tem um valor de mercado de 100 bilhões de reais.

Na véspera, a agência de classificação de risco S&P elevou a nota de crédito da CSN de "B+" para "BB", com perspectiva positiva, o que indica que uma nova melhoria na nota no curto prazo é possível. A agência citou que o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado da CSN vai dar um salto para de cerca de 25 bilhões de reais este ano versus 10 bilhões em 2020.

(Por Paula Arend Laier e Tatiana Bautzer, edição Alberto Alerigi Jr.)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos