Mercado abrirá em 4 h 33 min
  • BOVESPA

    129.264,96
    +859,61 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.315,69
    -3,88 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,25
    -0,41 (-0,56%)
     
  • OURO

    1.776,70
    -6,20 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    32.140,19
    -1.141,71 (-3,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    767,41
    -82,93 (-9,75%)
     
  • S&P500

    4.224,79
    +58,34 (+1,40%)
     
  • DOW JONES

    33.876,97
    +586,89 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.081,27
    +18,98 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    28.309,76
    -179,24 (-0,63%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.086,25
    -43,75 (-0,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9719
    -0,0034 (-0,06%)
     

CS: GO remove partidas ranqueadas da versão gratuita para barrar trapaceiros

·3 minuto de leitura

A Valve anunciou nesta quinta-feira (3) uma mudança importante no game Counter-Strike: Global Offensive, mudando as regras de acesso gratuito a partidas ranqueadas, que passam a estarem restritas apenas a contas Prime. O game segue sem cobrança e com todos os modos disponíveis à totalidade dos jogadores, mas aqueles que estiverem fora desse perfil “premium” não terão acesso a grupos competitivos, drops de itens e ganho de experiência para evolução de patentes.

A alteração é bastante drástica, no que toca o aspecto free-to-play do game, e foi feita para conter a onda de trapaceiros nas partidas ranqueadas do título. Na visão da Valve, ao colocar o acesso a tais jogos atrás de uma barreira de pagamentos, se reduz a superfície de interesse para os responsáveis pelo desenvolvimento de hacks, já que, como dito, um pagamento passa a ser exigido para as partidas que realmente “importam” — desnecessário dizer que, para muitos usuários, essa mesma ideia também foi motivo de reclamações.

Com isso, todas as contas de jogadores de CS: GO passam a ter acesso às partidas sem ranking, com acesso a todos os modos, mapas, armas e atributos das rodadas competitivas do título. Usuários Prime também podem participar dos combates casuais, mas passam a ter acesso, também, à rota de evolução de perfis do game, ganhando experiência de acordo com a performance no campo de batalha, entregas semanais de itens, eventos e demais regalias dedicadas aos pagantes.

A mudança, também, tem caráter imediato, sendo aplicada no momento em que foi anunciada, nesta quinta. Assim, desde 3 de junho, a única maneira de obter acesso ao Prime passa a ser a compra do passe, que está sendo vendido por R$ 83,99 na Steam. A rota gratuita até o status deixa de existir de forma imediata, com as estatísticas de quem estava neste caminho sendo apagadas em duas semanas, a não ser que os usuários realizem a aquisição do pacote.

Acesso reduzido

Até agora, era possível obter uma conta Prime de diferentes maneiras. Quem adquiriu CS: GO desde seu lançamento, em 2012, recebeu essa graduação automaticamente quando o título se tornou free-to-play, em dezembro de 2018. Já os usuários da versão gratuita recebiam o status ao chegarem ao nível 21, algo que, para a Valve, era uma exibição do comprometimento com o jogo.

<em>Acesso Prime dá direito a drops de itens e experiência em Counter-Strike: Global Offensive; não é mais possível obter status gratuitamente, e quem estava nessa rota tem duas semanas para comprar, se quiser manter estatísticas (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)</em>
Acesso Prime dá direito a drops de itens e experiência em Counter-Strike: Global Offensive; não é mais possível obter status gratuitamente, e quem estava nessa rota tem duas semanas para comprar, se quiser manter estatísticas (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)

De acordo com a produtora, quem já possui o status Prime pago continuará normalmente, enquanto o comunicado, pouco claro, dá a entender que as graduações obtidas gratuitamente também devem permanecer como tal. A todo o restante, porém, o único método de acesso passa a ser a compra de um passe, que dá acesso às partidas ranqueadas e demais recursos, e está sendo vendido por R$ 83,99 na Steam.

A compra dá direito ao acesso direto, para contas novas e antigas, mas a Valve deu até o dia 17 de junho para os jogadores que estavam na rota do nível 21 realizarem a aquisição do Prime e manterem seus níveis de experiência e itens. Após a data, aqueles que não adquirirem a versão “premium” do game perderão suas estatísticas, enquanto, desde já, deixam de ter acesso a sistemas de evolução e partidas ranqueadas.

Além das informações técnicas e de dinâmicas, a Valve não falou mais sobre o assunto nem comentou sobre a principal reclamação entre os fãs de Counter-Strike: Global Offensive, que passa a ter uma possibilidade de acessibilidade bastante reduzida. A perspectiva de diminuição no uso de trapaças é uma boa notícia em qualquer jogo competitivo, mas atrelar isso a uma porta mais fechada para iniciantes, e a um valor considerado alto pelo tempo de vida do título, parece ser uma medida drástica — e que atinge mais do que, apenas, os responsáveis por esse mau uso.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos