Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    19.055,02
    +6,72 (+0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

Cruzeiro sai atrás, mas consegue empate com o Náutico nos Aflitos

Valinor Conteúdo
·3 minuto de leitura


O Cruzeiro conseguiu um suado empate diante do Náutico, 1 a 1, gol de Vinicius para o Timbu, com Airton deixando o placar igual neste domingo, 25 de outubro, nos Aflitos, em duelo válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Com o resultado, a Raposa não deixou a zona do rebaixamento, chegando aos 17 pontos, ocupando a 18ª colocação. O Náutico subiu para 15º com 19 pontos, se afastando um pouco do Z4 da segunda divisão.

Em outra jornada sem inspiração ofensiva, o time mineiro não foi pressionado pelo Timbu, mas também não consegue aproveitar os espaços que lhe são oferecidos em campo.

Pelas circunstâncias do jogo, o ponto conquistado fora de casa deu mais um pequeno fôlego à Raposa em sua jornada por recuperação no campeonato.

“Achou” o gol com Airton

O atacante Airton apareceu pela segunda vez seguida como arma ofensiva decisiva para o Cruzeiro, mesmo vindo do banco de reservas. Ele era titular e estava fazendo bons jogos. Porém, Felipão parece insistir na experiência nula de Marcelo Moreno e Marquinhos Gabriel para montar a equipe titular, ao invés de privilegiar o jogo mais veloz que a Raposa precisa. O gol anotado foi um achado e não pelo conjunto da obra de bom futebol do Cruzeiro no jogo.

Presença nula de Sassá

A volta de Sassá ao Cruzeiro seria uma esperança de um jogador combativo dentro da grande área adversária. Mas, suas apresentações, incluindo diante do Náutico, estão apáticas e sem produção nenhuma para o ataque cruzeirense.

Problema crônico do Cruzeiro: criar chances de gol

A Raposa fez 16 gols em 18 jogos, menos de um por partida. O time mineiro não consegue ter dez passes em sequência no campo de ataque. A opção de Felipão por Marquinhos Gabriel e Marcelo Moreno se mostra equivocada e pouco produtiva. Moreno se embola com os zagueiros e não consegue usar sua única qualidade como jogador de futebol, que é a força física, para superar as defesas rivais.

Reforços são necessários

Com a liberação para registrar novos jogadores estando quase confirmada, o Cruzeiro terá de pensar em reforçar o elenco em posições de criação, além de fazer dispensas de atletas que não conseguiram, mesmo com várias chances de atuar no time titular.

Próximos jogos


A Raposa terá pela frente o Paraná na sexta-feira, 30 de outubro, às 21h30, no Mineirão. Já o Timbu joga no sábado, 31, contra o CSA, em Maceió.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 1 X 1 CRUZEIRO
Data-Horário: 25 de outubro, às 16h
Estádio-Local: Aflitos, Recife(PE)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (BA)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Evandro de Melo Lima(Ambos de SP)
Cartões amarelos: Camutanga(NAU), Rhaldney(NAU), Jorge Henrique(NAU), Cacá(CRU), Ramon(CRU), Marquinhos Gabriel(CRU)
Cartões vermelhos:-

Gols: Vinícius, aos 21’-2ºT(1-0), Airton, aos 40’-2º(1-1)

Náutico: Jefferson; Hereda, Camutanga, Carlão e Kevyn; Rhaldney, Jhonnathan(Djavan, aos 27’-2ºT), Jorge Henrique(Erick-intervalo) e Jean Carlos(Marcos Vinícius, aos 42’-2ºT); Vinícius(Álvaro, aos 27’-2ºT) e Kieza. Técnico: Juninho Lola(interino)


Cruzeiro: Fábio; Rafael Luiz, Ramon, Cacá e Matheus Pereira(Patrick Brey-intervalo); Jadsom(Filipe Machado, aos 26’-2ºT), Adriano, Régis(Welinton, aos 33’-2ºT); Marquinhos Gabriel(Sassá-intervalo), Arthur Caike(Airton, aos 35’-1ºT) e Marcelo Moreno. Técnico: Luiz Felipe Scolari