Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,33 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,48 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    60.478,26
    +1.899,34 (+3,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,34 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,03 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,27 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,08 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Crocodilos jovens escapam de criadouro da África do Sul e viram alvo de caçada

·1 minuto de leitura
Crocodilo recuperado após fugir de criadouro na África do Sul

CIDADE DO CABO (Reuters) - Vários crocodilos jovens que escaparam de um criadouro da província sul-africana de Cabo Ocidental estão sendo caçados, disseram autoridades nesta quinta-feira, depois de capturarem 26 animais em patrulhas de madrugada.

Um número desconhecido de crocodilos do Nilo, comuns na África, escaparam de um criadouro comercial de Bonnievale para o Rio Bree na quarta-feira, provocando uma caçada que envolve policiais, criadores e agentes de conservação.

Os crocodilos em fuga, que têm a reputação de devorar humanos, têm entre 1,2 e 1,5 metro de comprimento, disseram autoridades.

"Capturamos 26 a esta altura, mas não sei dizer quantos ainda estão à solta", disse Petro van Rhyn, porta-voz da agência de conservação CapeNature, nesta quinta-feira.

Criados sobretudo para produtos de couro, os crocodilos de água doce podem chegar a um comprimento médio de cinco metros, e os machos adultos podem pesar mais de meia tonelada.

"Eles representam um perigo mediano às pessoas, porque são animais de criadouro acostumados com rações frequentes e que não caçam por comida, mas são animais selvagens e instintivos", explicou o porta-voz do governo de Cabo Ocidental, James-Brent Styan, exortando as pessoas a ficarem longe do rio.

(Por Wendell Roelf)