Mercado abrirá em 5 h 56 min
  • BOVESPA

    102.814,03
    +589,77 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.796,30
    +303,78 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,66
    -1,29 (-1,84%)
     
  • OURO

    1.796,20
    +11,00 (+0,62%)
     
  • BTC-USD

    56.218,69
    -1.286,26 (-2,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.419,92
    -9,01 (-0,63%)
     
  • S&P500

    4.655,27
    +60,65 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    35.135,94
    +236,60 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.109,95
    +65,92 (+0,94%)
     
  • HANG SENG

    23.326,93
    -525,31 (-2,20%)
     
  • NIKKEI

    27.980,74
    -303,18 (-1,07%)
     
  • NASDAQ

    16.303,00
    -87,75 (-0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3416
    +0,0124 (+0,20%)
     

Crise logística pode reverter queda de custos de renováveis

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- Construir infraestrutura para a geração de energias renováveis ficou mais barato este ano, mas gargalos nas cadeias de suprimentos globais ameaçam aumentar os custos em 2022, revertendo uma tendência de uma década, segundo a Lazard.

Most Read from Bloomberg

O custo não subsidiado da energia solar para concessionárias caiu para apenas US$ 28 por megawatt-hora para módulos fotovoltaicos de filme fino em 2021, US$ 1 mais barato em relação ao ano anterior, enquanto o preço para a energia eólica offshore encolheu em US$ 3, para US$ 83, de acordo com análise do custo anualizado de energia preparado pela consultoria de Nova York a ser divulgada na quinta-feira.

Custos de produção mais baixos têm sido um grande benefício, pois países e empresas buscam implementar energias renováveis na corrida para cumprir metas climáticas. O armazenamento em baterias em conjunto com a energia solar fotovoltaica começam a se tornar mais econômicos do que construir uma usina movida a gás natural para manter redes de energia estáveis e garantir reservas, disse George Bilicic, vice-presidente de banco de investimento e chefe de eletricidade global, energia e infraestrutura da Lazard.

O ritmo de declínio dos custos entre as categorias de renováveis diminui com o amadurecimento da indústria. De fato, depois da queda de 90% dos custos da energia solar para concessionárias desde 2009 e baixa de 72% para fontes eólicas, a redução é mais lenta. Agora, grandes gargalos nas cadeias de suprimentos globais causados pela pandemia podem interromper a tendência de queda.

“Mostramos a redução contínua dos custos para energia renovável, mas achamos que, quando fizermos o próximo estudo, teremos aumento de custos devido aos desafios das cadeias de suprimentos e preços elevados no geral”, disse Bilicic.

A produção de renováveis será pressionada porque os gargalos trazem maiores custos de mão de obra e matérias-primas, disse. Os problemas logísticos também podem levar a atrasos em projetos de energias renováveis, especialmente nos Estados Unidos, onde não há certeza sobre incentivos fiscais e políticas públicas.

“Este ano é diferente, porque temos problemas nas cadeias de suprimentos além da incerteza das políticas públicas”, disse Bilicic. “A transição energética precisa ter uma base fundacional para o investimento, que nos Estados Unidos é impactado pelo ambiente de políticas públicas.”

Além disso, incorporadoras de armazenamento também competem cada vez mais com o crescente mercado de veículos elétricos por baterias de íons de lítio, disse a Lazard.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos