Mercado abrirá em 6 h 11 min
  • BOVESPA

    116.230,12
    +95,66 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.046,58
    +616,83 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,51
    -0,01 (-0,01%)
     
  • OURO

    1.733,80
    +3,30 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    20.210,17
    +387,31 (+1,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    458,62
    +13,19 (+2,96%)
     
  • S&P500

    3.790,93
    +112,50 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    30.316,32
    +825,43 (+2,80%)
     
  • FTSE

    7.086,46
    +177,70 (+2,57%)
     
  • HANG SENG

    18.138,87
    +1.059,36 (+6,20%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.590,00
    -50,75 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1607
    -0,0072 (-0,14%)
     

Crise de energia deve levar Europa à recessão, diz BlackRock

(Bloomberg) -- Estrategistas do BlackRock Investment Institute fizeram coro a especialistas de bancos como Sanford C. Bernstein e Goldman Sachs, que preveem uma recessão na Europa diante da iminente crise de energia e seu impacto nos ativos de risco.

A crise de energia deve causar uma retração econômica na Europa, escreveram estrategistas liderados por Wei Li em nota na segunda-feira. Além disso, o Banco Central Europeu tende a esfriar ainda mais a atividade econômica na tentativa de controlar a inflação.

“Achamos que o BCE vai acordar para essa realidade mais cedo do que os mercados esperam, mas não antes de enfrentar inevitavelmente uma grave recessão”, disseram. “As ações europeias não estão precificadas para a profunda recessão que esperamos. Excluindo commodities, as estimativas de crescimento dos lucros europeus são muito otimistas, em nossa opinião. Estamos ‘underweight’ (abaixo da média do mercado) em ações do mercado europeu e mais desenvolvido.”

As bolsas europeias avançaram desde que o BCE elevou os juros na semana passada e reiterou que está focado em domar a inflação. Mas as preocupações continuam a aumentar à medida que o número de rebaixamento de lucros de companhias europeias superou as revisões para cima na semana passada pela primeira vez desde meados de julho, de acordo com um índice do Citigroup.

Estrategistas da Bernstein esperam mais perdas para os índices acionários na Europa no curto prazo, uma vez que as companhias devem seguir com cortes dos lucros e investidores vão continuar a reduzir a exposição a ações.

Estrategistas do Goldman Sachs, liderados por Cecilia Mariotti, concordam que o cenário macro desafiador na Europa continuará a pesar sobre os ativos da região, apesar de um balanço positivo de risco-recompensa, apoio fiscal e medidas para reduzir a demanda de energia. Outra equipe do Goldman, que inclui David Kostin, também disse que, embora o caminho do crescimento dos EUA possa ser “incerto”, a situação econômica na Europa é grave.

Enquanto isso, a pesquisa mensal de gestores de fundos do Bank of America mostrou que investidores estão com a maior posição underweight em ações europeias já registrada. Os entrevistados disseram que uma recessão é o resultado mais provável de uma grande crise de energia na Europa, escreveram estrategistas liderados por Michael Hartnett em nota.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.